Errar o tom da base pode acabar resultando em um efeito pálido ou super bronzeado. Para aprender a escolher a cor certa do make, confira as dicas de profissional!

Texto Fabiana Gonçalves | Edição Isabela Leal | Fotos Danilo Borges E Xico Buny/Escala Imagens | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Uma pele perfeita é aquela em que a cobertura é discreta e não aparece, mas seu efeito faz toda a diferença e revela uma cútis lisinha, radiante e – o principal – natural! Para isso é importante acertar no tom da base, que não deve ser muito mais claro nem mais escuro que a cor original da tez.

Para não errar, a dica é eleger dois tons que você julga que sejam os mais próximos da sua tez e fazer uma faixa fina logo abaixo das maçãs do rosto (abaixo do osso das têmporas).  “Escolha o resultado da cobertura mais próxima à cor da sua pele. Se ficar em dúvida, escolha a que ficar ligeiramente mais clara. Até porque, depois que seca, ela costuma escurecer.  Lembrando que o tom precisa ser uniforme desde o colo e pescoço”, pontua Fábio Gonçalves, maquiador, de São Paulo (SP).

Quer conferir mais sobre make? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!