Para curtir o verão ainda mais linda, vale a pena investir nos nutracêuticos – as chamadas pílulas da beleza. Conheça os ativos do momento e descubra tudo o que eles podem fazer por seu rosto, corpo, cabelo e unhas

Texto Camila Gaio | Edição Paula Lima | Adaptação Ana Paula Ferreira

Saiba os benefícios que os nutracêuticos oferecem!

Foto Shutterstock

Sucesso na Europa e nos Estados Unidos, os nutracêuticos desembarcaram por aqui há mais ou menos seis anos, mas só agora estão conquistando espaço no nécessaire das brasileiras. Não tem ideia do que são eles? A origem do nome já oferece pistas: nutrientes + farmacêuticos. Trata-se de pílulas que combinam substâncias benéficas ao organismo, capazes, por exemplo, de diminuir a flacidez da pele, fortalecer as unhas, melhorar o aspecto da celulite e acelerar o crescimento do cabelo.

Lançar mão dos nutracêuticos (também chamados de nutricosméticos) não significa abandonar os produtos de beleza no fundo da gaveta, comer mal ou trancar matrícula na academia. As cápsulas devem ser um recurso extra para melhorar a saúde e atingir seu objetivo estético. Um bom motivo para usá-las? “A dieta moderna está cada vez mais deficiente e, por isso, o corpo não recebe todos os nutrientes de que precisa para funcionar bem”, diz o farmacêutico e cosmetólogo Maurizio Pupo, de São Paulo. 

Daí a necessidade de complementar o cardápio com zinco, selênio, manganês, vitamina E, licopeno, betacaroteno e tantas outras substâncias essenciais a várias funções do organismo. Sim, elas estão presentes nos vegetais, nos peixes e nas oleaginosas, mas em pequenas concentrações. Ossuplementos, então, servem para reforçar nosso estoque de nutrientes. 

Só para ter uma ideia, para ter uma pele firme e viçosa, são necessários 15 gramas de zinco diariamente, o que significa incluir, por exemplo, três ostras frescas em uma das refeições diárias. Quer antioxidantes potentes no seu menu? É preciso consumir frutas vermelhas com frequência, como framboesa, amora, mirtilo e morango, bastante comuns no exterior, mas ainda raras em muitas partes do país e caras – quando não encontradas apenas encharcadas de agrotóxicos.

De olho no verão

Além da dieta deficiente, os raios solares, o stress e a poluição só aceleram o envelhecimento. “A partir dos 35 anos, fica ainda mais difícil suprir as necessidades do organismo só com a alimentação”, comenta a farmacêutica Cláudia Coral, vice-presidente da Galena, empresa que fornece ativos para farmácias de manipulação. “Os nutracêuticos auxiliam na estética, mas também ajudam a preservar a saúde e prevenir doenças, dependendo da fórmula.”

Se a intenção é turbinar a beleza já para o próximo verão, comece o quanto antes a tomar o composto escolhido. “De um modo geral, é preciso ingerir as cápsulas por um mês para ver melhorias nas unhas. Na pele, são necessários dois meses e, no cabelo, no mínimo três”, revela o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo. Isso ocorre porque é difícil fazer com que os ativos cheguem ao folículo piloso e, como os fios têm crescimento lento, o resultado demora a aparecer.

Vale a pena ressaltar que os benefícios dos nutracêuticos só são vistos durante o tratamento – portanto, o ideal é usá-los de forma contínua. Importante: passar por um dermatologista ou nutricionista é sempre a melhor opção antes de começar a tomar qualquer produto, embora o farmacêutico possa ajudar na hora da escolha em alguns casos. Quem tem pedra no rins e insuficiência renal ou hepática deve sempre consultar um médico antes, e gestantes precisam do aval do ginecologista.

Quer conferir mais dicas de beleza? Então corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!