Veja a opinião dos especialistas sobre a dúvida que não quer calar: tirar ou não tirar a cutícula ao fazer as unhas?

Reportagem: Caroline Sarmento

cutícula

O velho dilema de tirar ou não as cutículas pode ser resolvido
com uma silmpes empurradinha,
ou reduzido por cremes especializados no assunto
Foto: Danilo Borges

Tirar, ou não tirar as cutículas? Eis a questão! Existe muita polêmica quando o assunto é tirar as cutículas. “A cutícula é o prolongamento da camada córnea (primeira camada da epiderme, formada por células mortas e queratina) que recobre a o ponto de origem da unha. Por isso é tão fácil retirar as cutículas”, explica a dermatologista Silvia Zimbres (SP). 

Mesmo que pareça ser fácil de retirar e que cresça rápido, a pequena pele deve ficar onde está. “A cutícula é uma estrutura de proteção da matriz ungueal (responsável pelo crescimento e origem à unha) contra a entrada de  microrganismos e a ação de agentes irritantes  (bactérias). Desta forma, a cutícula nunca deve ser removida”, informa Leonardo Abrucio Neto, dermatologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo

 

De acordo com Neto, quando a cutícula é retirada da pele, as unhas também ficam propensas a um aspecto rugoso, quebradiço, com sulcos e se não cuidadas e hidratadas, até podem descolar dos dedos.  O importante é tentar não retirar as cutículas profundamente, para evitar um processo inflamatório que possa trazer prejuízo à matriz da unha. Se houver inflamação na região da matriz, podem aparecer nas unhas pontos brancos, estriações e até deformidades nas unhas”, acrescenta Silvia. 

 

A dermatologista Carla Albuquerque (SP) faz um alerta para outras doenças que são comuns nas unhas, principalmente quando não estão protegidas pelas cutículas. "Dentre os males estão: onicomicose (as unhas tendem a ficar amareladas ou esverdeadas e grossas), onicosquizia (as unhas descamam principalmente nas pontas e quebram com muita facilidade)", aponta. 

Qual é a solução?

O certo é manter as cutículas e deixá-las hidratadas. Para quem não consegue ficar com aquela pele extra sob as unhas, a dica é a famosa empurradinha de cutícula. Com um palitinho, impulsione a cutícula para o sentido da carne dos dedos. Mas, cuidado para não ir com muita sede ao pote e acabar machucando as mãos! Empurre levemente, com o auxilio de um creme hidratante

Outra dica é apostar nos cremes redutores de cutículas. Os cosméticos têm o poder de diminuir a espessura da cutícula e tirar aquele aspecto rústico das unhas. Marcas como Granado, Avon, entre outras, trabalham com esse tipo de tratamento para as unhas.