A preparação da pele pode ser feita com produtos de diversas texturas diferentes. Confira um guia que explica cada uma delas e arrase no make!

Texto Fabiana Gonçalves | Edição Isabela Leal | Fotos Danilo Borges E Xico Buny/Escala Imagens | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Você costuma ficar em dúvida sobre qual tipo de base escolher? Para te ajudar nessa missão, confira abaixo um guia que explica as características de cada textura do make:

Líquida

Tem superfície fina, pois é feita à base de água. Deixa na pele uma cobertura bem natural. Entre elas, fique de olho na versão HD (high definition), que é ultrafina e faz uma ótima cobertura.

Ultrafluida

É praticamente transparente e garante um efeito luminoso, ideal para um look leve e natural. Pode ser usada no dia a dia em todos os tipos de pele, mas não cobre cicatrizes e grandes espinhas ou manchas.

Em pó

Garante uma cobertura média, é ideal para cútis oleosas, porque o pó ajuda a absorver a oleosidade do rosto. Prefira as versões minerais, que são benéficas à saúde da pele. 

Compacta ou em bastão (stick)

Proporciona uma cobertura mais densa. Muito usada por quem tem pele oleosa, mas, como essa versão é mais espessa, é preciso ter cuidado na aplicação para não deixar acúmulo.

Cremosa

Parece um hidratante com cor. Encobre manchas leves e linhas finas sem deixar uma aparência pesada.  É prática, por ser absorvida rapidamente, e tem longa duração.

Duo base

É o meio-termo entre as versões em pó e líquida cremosa. Garante uma boa cobertura, mas é preciso cautela na quantidade, pois essa textura pode enfatizar as rugas, especialmente se a sua tez for seca.

Quer conferir mais sobre make? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!