É preciso se alimentar muito bem para encarar o volume de treinamento necessário para correr uma maratona. A seguir, ensinamos o que comer antes, durante e depois os treinos

Texto Ana Araujo | Adaptação Ana Araujo

O que comer antes e depois dos treinos para maratona
Disciplina na alimentação pré e pós-treino é fundamental para encarar uma maratona
Foto: Shutterstock

A maratona exige uma alimentação disciplinada, afinal, não há como suportar tantos quilômetros sem combustível. A nutróloga Liliane Oppermann, de São Paulo, ensina o que comer antes, durante e depois do treino:

Antes do treino: o cardápio deve ser balanceado, com proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais. Se o treino for feito entre cinco e seis da manhã, ingira uma boa porção de carboidrato no jantar do dia anterior. Caso ele aconteça à tarde ou à noite, tudo bem apostar em um jantar com menos carbos, porém rico em proteínas e em vegetais.

Durante o treino: invista em um blister de carboidrato em gel com 200 ml de água a cada 30 minutos após a primeira hora de treino. Ao longo do esforço, consuma entre 500 ml e 2 litros de água e de isotônico – a quantidade vai depender do quanto você estará suando. “Se for pouco, beba 1 litro de isotônico. Se suou muito, são necessários 1 litro de isotônico e mais 1 litro de água”, recomenda Liliane.

Depois do treino: vale lançar mão de glutamina e whey protein, que ajudarão na recuperação dos músculos.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 322