A prova pode até colocar medo em muitas corredoras, mas garantimos que é, sim, possível concluí-la. Anote as dicas, drible cada dificuldade e comemore essa conquista!

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Dicas para correr na São Silvestre

Drible cada dificuldade e cruze a linha de chegada da São Silvestre com muito orgulho!

Foto: Caio Mello

O percurso sinuoso e desafiador da corrida São Silvestre assusta um pouquinho, mas a gente garante: concluí-la será uma experiência incrível. Aprenda a vencer as principais dificuldades da prova:

Percurso. As curvas sem fim e a temida subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio puxam o corpo ao limite, então, treine inclinações e, se possível, simule o percurso. Em dezembro, aos domingos, há grupos saindo da Avenida Paulista com esse objetivo.

Calor. Por acontecer em pleno verão, ele pode prejudicar seu desempenho. Use roupas leves, que permitam a evaporação do suor, invista em um bom protetor solar e em uma viseira e não se esqueça de se hidratar bem.

Participantes. Em 2014, a prova contou com 30 mil pessoas! Isso pode atrapalhar o controle do pace, mas, para não se irritar, encare a multidão como uma fonte de energia positiva, afinal, todos estão ali com o mesmo objetivo.

Festas. Privar-se de bebidas, noites em claro e banquetes de Natal pede bastante força de vontade. Aguente firme e deixe a comemoração para a noite de ano-novo!

Revista Corpo a Corpo | Ed. 319