Estudo da universidade sueca Dalarna concluiu que existe uma associação entre hábitos de sono e frequência de escovação. Saiba mais!

Por Carol Salles | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Uma pesquisa realizada na universidade sueca Dalarna chegou a uma conclusão inusitada: pessoas que ficam acordadas até tarde têm quatro vezes mais chances de ter cáries do que aquelas que costumam dormir cedo. 

Isso indica uma associação entre hábitos de sono e frequência de escovação. A pesquisa verificou que quem ficava acordado até tarde “pulava” a escovação noturna. E, para piorar, muitos tinham o hábito de atacar a geladeira altas horas da noite.

Por isso, se você for uma pessoa noturna, lembre-se: evite alimentos ricos em carboidratos e açúcares (especialmente à noite), escove os dentes ao menos duas vezes por dia e, por maior que seja o cansaço, jamais vá para a cama sem limpar a boca.

“Enquanto dormimos, diminuímos a taxa de secreção salivar e com isso ocorre uma menor diluição das bactérias da cavidade oral, predispondo ao aparecimento de cáries”, esclarece Mário Groisman, dentista e mestre em Ciências Dentais pela Universidade de Lund, na Suécia, do Rio de Janeiro (RJ).

Quer conferir mais sobre saúde? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!