Nem só de praia, sol e mar se faz a temporada. Para curtir o verão sem medo é preciso se prevenir contra as doenças típicas da época

Redação Corpo a Corpo | Adaptação: Nathália Henrique

Saiba como se prevenir das doenças do verão

Foto: Morgade

Desidratação

As temperaturas sobem e o corpo perde líquido e sais minerais pormeio de transpiração e urina, para se resfriar. Se não houver a reposição, os sintomas mais comuns são: boca seca, vômitos e diarreia. Para evitar, hidrate-se sempre que possível.

Intoxicação Alimentar

No verão, escolha muito bem os alimentos antes de consumir. “No calor, eles se deterioram mais rápido causando a intoxicação”, explica Wilmar Accursio, endocrinologista e nutrólogo (SP). Se você sentir febre acompanhada de vômitos, cólicas e mal-estar, corra para o hospital.

Conjuntivite

A doença é causada por infecções bacterianas ou virais e quando a temperatura sobe, a proliferação dos micro-organismos aumenta. “Olhos vermelhos, coceira e secreções amareladas caracterizamos sinais”, alerta Keila Monteiro de Carvalho, oftalmologista (SP). Por isso, lave as mãos com frequência e não as leve aos olhos.

Candidíase

Quando há mudança do pH, da temperatura ou da umidade vaginal, o fungo Candida albicans se instala na região genital feminina. “Mantenha a roupa íntima seca, use sabonetes neutros e não fique muito tempo com o biquíni molhado”, ensina Gustavo Ventura Oliveira, ginecologista (SP). Fique atenta aos sintomas: coceira, inchaço, ardência e vermelhidão na vulva.

Micose

Ela atinge as unhas, a pele e até o couro cabeludo. A mais comum é conhecida como “pano branco”, que atinge a região dorsal devido ao contato com pessoas, animais ou plantas contaminadas. “O tratamento deve ser feito com medicamentos tópicos ou laser, dependendo de cada caso”, diz Carla Bortoloto, dermatologista (SP).

Insolação

O calor somado à exposição aos raios solares pode comprometer o sistema de controle da temperatura corporal”, explica Jomar Souza, médico do esporte (BA). Os sintomas são pele avermelhada, eventual aparecimento de bolhas, dor de cabeça, náusea, tontura, febre e até desmaios. Para prevenir, não se esqueça do protetor solar e evite o sol das 10h às 16h.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 312