Excesso de atividade ou lesão na área do bumbum pode ser indícios da síndrome do piriforme. Saiba como evitar e cuidar do problema

Por Diana Cortez | Adaptação Ana Paula Ferreira

Fisgada no quadril e formigamento na região dos glúteos

e na perna são indícios da síndrome do piriforme

Foto Shutterstock

Fisgada no quadril, formigamento na região dos glúteos e na perna e uma dor que impede de realizar exercícios que recrutem a parte de baixo do corpo. Esses podem ser indícios da síndrome do piriforme, como explica o ortopedista Antonio Alexandre Faria, de São Paulo. 

“Trata-se da compressão do músculo piriforme (localizado na região dos glúteos), que ocorre por excesso de atividade ou lesão nessa área”, diz. “O tratamento é feito com anti-inflamatórios e relaxantes musculares para aliviar a dor, além de alongamentos específicos, mas raramente é necessário cirurgia”, esclarece Antonio Alexandre.

Quer conferir mais sobre saúde? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!