Reportagem: Caroline Sarmento

traição-perdoar-ou-não

A sensação de ser traído
é a mesma de quando perde-se um ente querido
Foto: Danilo Borges

Nos últimos dias, a traição de  Kristen Stewart deu o que falar! A estrela traiu Robert Pattinson com Rupert Sanders, diretor do filme Branca de Neve e o Caçador, no qual a atriz foi protagonista. Após saber da notícia, Pattinson deu um fim na relação, mas atualmente mantém contato com Kristen via mensagem. Eis a dúvida: ele deve perdoar a traição? 

De acordo com Marcella Almeida, psicóloga da Clínica de Especialidades Integrada (SP), a traição é como perder um ente querido ou objeto favorito. As sensações de perda são semelhantes, afinal o casal mantém uma relação de confiança e quando a traição é descoberta, essa relação é fragilizada.

“Neste momento é necessário que exista um período no qual a pessoa pense e reflita bem sobre a perda. Esse processo acarreta a reestruturação psíquica. A partir daí, a pessoa dará novos sentidos àquela experiência, como por exemplo, encarando-a de outro modo e percebendo quais aprendizados obteve”, informa a especialista.

Antes de qualquer coisa, deve ser frisado que em um relacionamento não existem regras pré-definidas e que para cada casal existe uma situação diferente que deve ser analisadas apenas pelos dois. É importante lembrar que nessas horas, os pontos de vistas extras só vêm a atrapalhar, em alguns momentos. 

A especialista aponta que após a traição, a melhor saída é refletir. “O melhor é buscar ajuda para fortalecer o ego, estruturá-lo e conseguir superar as frustrações que a vida oferece”, informa a especialista. Se a vontade for dar um ponto final na relação, o conselho é manter a distância e evitar qualquer comunicação para que a mente pense melhor longe de toda a situação.

Embora seja bem simples na teoria, manter a distância é difícil. Portanto, se estiver passando por uma situação parecida recorra aos conselhos das pessoas que mais confia e busque realizar outras atividades que desviem a atenção do ocorrido. E nada de se sentir culpada! “Quando uma das partes ainda sente culpa, demonstra que ainda esta idealizando outro, ainda está diretamente ligado na relação”, aponta Marcella.

Perdoar, ou não perdoar?

“São varias as razões que levam uma pessoa a procurar um relacionamento fora do atual, inclusive o fim do amor ideal. O importante é que fique claro que haverá consequências para esta atitude, como a quebra da parceria e da confiança - o principal deles”, explica Marcella. Ou seja, se o coração está preparado para uma relação fragilizada e que terá menos confiança do que antes e ainda tiver uma esperança de que o relacionamento pode evoluir, ainda pode-se dar uma segunda chance.

Entretanto, após um término de namoro, alguns aspectos que vão além da confiança também se quebram e muitas vezes não se reconstroem. O ideal é esperar um tempo para pensar e lembrar que uma vez que a confiança é rompida, para sempre ficará uma sequela do passado. Se o coração e a mente não estiverem prontos para aguentar é melhor seguir adiante e partir para uma nova história.