Reportagem: Rita Albuquerque

hidratação

A queratose pilar deve ser tratada com sol e muita hidratação

Foto: Danilo Borges

Esclareça mais dúvidas


Se você não sabe como surgiram aquelas bolinhas vermelhas que estão por todo o corpo, nós te ajudamos a descobrir. Segundo o dermatologista da Beneficência Portuguesa (SP), Leonardo Abrucio Neto, as marquinhas são uma condição dermatológica chamada queratose pilar, que afeta 50% da população, sendo mais frequente em mulheres

A cosmetóloga Sheila Gonçalves explica que, na presença das indesejadas bolinhas, a pele fica áspera, vermelha e, algumas vezes, com pontos inflamados. "Elas não têm relação com os pelos encravados ou com a acne, comum em peles oleosas", afirma. Segundo Sheila, o problema ocorre pelo aumento na produção de células mortas na camada epidérmica, bem na região de saída do pelo, onde se forma uma espécie de espinha ou bolinha.

Além das células mortas e do fator genético, a causa para o problema também pode estar naquele jeans nosso de cada dia. "O atrito entre a roupa justa e a pele, juntamente com a produção de suor mais intensa no verão, pode agravar ou até desencadear o quadro", orienta a cosmetóloga.

Mais hidratação, menos bolinhas

Segundo o dermatologista, o tratamento inclui exposição solar (pasmem!), o uso delicado de esfoliantes e a aplicação de loções hidratantes na pele úmida do pós-banho. As loções umectantes devem ser compostas, sobretudo, de ureia, glicerina e óleos vegetais (amêndoas, gérmen de trigo, girassol, maracujá, semente de uva e macadâmia).

O médico afirma ainda que as bolinhas podem piorar com o excesso de fricção nas áreas afetadas, e com banhos quentes e demorados. "Como se trata de uma condição hereditária, o tratamento não é definitivo. No entanto, há uma melhora considerável com o passar do tempo, principalmente, a partir dos 35 anos de idade", explica Neto.

Dica de tratamento

A hidratação ajuda (e muito!) no tratamento contra as indesejadas bolinhas. "Uma vez por semana, faça uma esfoliação suave usando produtos que contenham ativos naturais (apricot, morango, melaleuca)  associados a extratos vegetais antioxidantes (romã) e calmantes (altheia)", ensina Sheila.

*Dúvida respondida pelo médico dermatologista Dr. Leonardo Abrucio Neto, do Hospital Beneficência Portuguesa (SP), e pela cosmetóloga e Diretora Técnica da Medicatriz, Dra. Sheila Gonçalves (SP).

Tem alguma dúvida? Envie para sitecorpoacorpo@gmail.com. Se selecionada, sua questão pode ser respondida por nossos especialistas.