O ómbre hair, técnica de coloração que confere um dégradé natural e imita os fios queimados pelo sol, está fazendo a cabeça das celebridades internacionais. Inspire-se no ómbre hair das famosas

Reportagem: Rita Albuquerque

ómbre-hair

Escolha o tipo de ómbre hair que combina mais com os seus cabelos
e aposte no aspecto queimado do sol

Fotos: Reprodução

Original, a técnica do ómbre hair está fazendo a cabeça das famosa e é tendência de coloração para o verão. A técnica do sombreado, cujo nome deriva do francês, consiste na coloração de mechas que compõem um dégradé sutil ao longo dos fios, mantendo a cor original da base e da raiz. Além de supernatural, o método ilumina o rosto quando usado com tonalidades mais claras.

O ómbre hair pode ser feito com até três ou quatro nuances, que vão clareando ao longo dos fios. Apesar das semelhanças com as mechas californianas, as diferenças são claramente percebidas no resultado do look. Em geral, o que difere os métodos são as demarcações das mechas tingidas. Confira as definições:

Californianas

As pontas dos cabelos são clareadas por igual e de forma marcada em todo o cabelo. As mechas são descoloridas na mesma altura e formam uma divisão entre a parte escura dos fios e as pontas mais claras tingidas.

Ómbre hair 

 Sem regularidade, marcas e altura da coloração demarcada, o clareamento é feito em diversas mechas dos cabelos. A raiz se mantém na cor original, como nas luzes californianas, entretanto algumas partes aleatórias são descoloridas, formando um dégradé sutil e bem distribuído ao longo dos fios .

Recomenda-se que as mechas sejam coloridas a partir dos lóbulos da orelha, mas há profissionais que apostam nas luzes distribuídas da raiz às pontas, aumentando a intensidade do claro ao longo dos cabelos.

Prático e versátil

Loiras, ruivas e morenas, fios lisos, ondulados ou crespos. A versatilidade do ómbre confere democracia para todos os tipos de pele, fios e colorações. Nos fios claros, recomenda-se nuances de mel, dourado, loiro médio, claro ou claríssimo. Para as morenas, tonalidades de loiro são as mais tradicionais. E para as  menos ousadas, um dégradé suave com tons castanhos pode trazer o aspecto queimado do sol, que ilumina os fios naturalmente.

Se o problema são os cabelos curtinhos, fique tranquila. Especialistas garantem que a técnica do ómbre hair pode ser feita em quaisquer comprimentos a partir do chanel médio (meio do pescoço). Quanto aos lisos, o truque é investir em um corte que dê movimento aos fios para dar destaque ao look.

Praticidade é a palavra chave do ómbre hair. Como a coloração é feita ao longo dos fios e com tonalidades diferentes da raiz, os retoques podem ser feitos a cada quatro meses, sem grilos com o aspecto desbotado e marcado da coloração. Apesar dos benefícios, o ómbre promove um excesso de ressecamento provocado tanto pela coloração, como pelo local tingido: o comprimento e as pontas são naturalmente mais secos que a raiz.

Se as madeixas já estão debilitadas com tratamentos agressivos, a dica é investir em uma hidratação profunda antes de se entregar ao ómbre hair. No dia a dia, a manutenção é simples: xampus e condicionadores próprios para cabelos tingidos e hidratação caseira ou profissional a cada 15 dias, no mínimo.