Mudar a cor do cabelo é uma decisão de coragem. Veja algumas dicas para que a sua primeira tintura ou mudança de coloração seja um sucesso

Drew Barrymore

Drew Barrymore com duas cores de cabelo e estilos diferentes
Fotos: Startraks Photo

1. Mostre o que quer
Antes de se decidir pelo novo tom, busque exemplos do visual que lhe agrada em revistas, e leve essas referências ao seu cabeleireiro. "Além do que a cliente deseja, o profissional também estará atento a outros pontos: tom da pele, formato do rosto, traços e, acima de tudo, a saúde dos fios. Com base nisso, vai propor a melhor técnica", explica Rodolfo Sena.

2. Teste antes
Nos salões, é possível encontrar cartelas com mechas artificiais, coloridas nos tons mais diversos. O truque é aproximá-las do seu rosto para descobrir se a nova cor combina com seu tipo de pele, já que esse é um dos critérios mais importantes no momento de decidir qual é o melhor tom para cada mulher.

3. Entenda que sua rotina vai mudar
É importante saber que fios coloridos precisam ser (muito) bem tratados. Então, tenha certeza de que o seu estilo de vida permite adotar cuidados mais intensivos. Será preciso hidratar toda semana, visitar o salão com freqüência e investir em produtos com proteção solar.

4. Renove o guarda-roupa
Depois de uma mudança radical nos cabelos, tanto sua maquiagem quanto suas roupas precisarão ser renovados, ao menos parcialmente. "Quem opta por um loiro claríssimo, por exemplo, precisará carregar um pouco mais na maquiagem para não ficar com um visual apagado. O mesmo vai acontecer com as roupas, que deverão valorizar o novo tom", explica a colorista Dilma Xavier. Muitas vezes, a rejeição à nova cor tem a ver com a falta de habilidade para harmonizá-la ao restante do look.

5. Dê um tempo
Num primeiro momento, deparar-se com um visual completamente diferente pode ser chocante. Porém, é preciso dar a si mesma um tempo para se acostumar com ele, antes de achar que fez a pior opção do mundo e resolver reverter o processo. "Espere alguns dias para ver se, de fato, não gostou do resultado", indica Juha Antero, colorista do MG Hair (SP).

6. Na dúvida, vá aos poucos
Por fim, evite mudanças radicais se não estiver 100% certa do que quer. "É muito mais fácil aumentar a intensidade da cor, se achar que o efeito ficou discreto, do que retirar o pigmento ao perceber um certo exagero. Então, o ideal é investir em mudanças gradativas", indica Julio Crepaldi, do salão Galeria (SP).