Chapinha, secador e babyliss podem até facilitar a vida para variar o visual, mas causam um estrago no cabelo! Ensinamos você a diminuir os danos, aprenda!

Texto Karina Hollo | Adaptação Ana Araujo

Como diminuir os danos da chapinha, secador e babyliss

Pelo bem de seu cabelo, maneire no uso de secador, chapinha e babyliss!

Foto: Christian Parente

“Toda agressão térmica causada por chapinha, secador e babyliss rouba umidade do fio e predispõe sua superfície à porosidade, perda de brilho e de maleabilidade. O ideal é controlar a temperatura do equipamento para o máximo de 200°C e alternar o uso, respeitando um período de pelo menos 48 horas de descanso”, fala Sônia. E usar protetor térmico. Cris Dios vai ainda mais longe: “Secador, tudo bem, desde que usado com cuidado. Mas babyliss e chapinha, só em dias de festa ou, no máximo, duas vezes por semana”.

Quer fazer ondas sem usar calor? Aplique modelador de cachos, faça coques (um de cada lado da cabeça e outro no alto, se quiser volume) e deixe o fio preso por pelo menos 30 minutos. “Lembra a vovó, que dormia de bóbis? O cabelo dela não era frágil ou desidratado”, lembra Sônia.

Experimente: Double Sérum Thèrapiste, Kérastase, R$ 121. Ele combina um agente de tratamento à base de óleo, que hidrata a fibra, a uma cobertura mais densa, de textura cremosa, para selar as pontas. Protege termicamente até 230°C.

RevistaCorpo a Corpo | Ed. 328

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título