Basta o clima esfriar ou o ar ficar muito úmido, que os cabelos já dão os primeiros sinais de frizz. Saiba como domar o arrepiado dos fios e acabar com a rebeldia

Reportagem: Kátia Neves
Realização: Tomaz Souza Pinto

Nos dias mais frios ou úmidos, controlar os fios parece uma missão impossível, pois o frizz (aqueles cabelinhos arrepiados) entra em ação e dá aspecto de cabelo maltratado. Para ajudar a combater ou evitar o problema, a Corpo a Corpo conversou com alguns experts e reuniu algumas dicas que vão ajudá-la a "domesticar" a cabeleira.

Cabelos com frizz

O frizz pode ocorrer pelo atrito de escovas de metal ou plástico.
Opte por acessórios de madeira
Foto: Danilo Borges

 

Porosidade dos fios

"O cabelo poroso está com as cutículas abertas e até mesmo com falhas nas camadas, o que o deixa doente, leve e ouriçado. Com isso, é natural que fique armado", explica Rosemeire de Oliveira, consultora de desenvolvimento pedagógico do Instituto Embelleze (RJ). As químicas, tanto as de redução (relaxamentos, escovas químicas e alisamentos) quanto as de oxidação (coloração e descolorações), removem os lipídeos, cutículas e outros elementos. Seus pHs são alcalinos e contribuem para o desgaste da fibra capilar, mesmo que em baixas concentrações. 


Calor do secador

Compromete a elasticidade dos fios e proporciona ruptura e desidratação da fibra. Aliás, qualquer agente térmico que ultrapasse a média de 170º C pode levar a um processo de desidratação dos fios, com isso, eles perdem parte da saúde.  "Hoje, já contamos com tecnologia avançada e podemos adquirir secadores especiais que minimizam esses estragos", explica Sheila Bellotti, terapeuta capilar e cosmetóloga (RJ). Já para Tony Sant'anna, cabeleireiro da Ophicina do Cabelo (RJ), a falta de um protetor térmico antes da escova pode provocar frizz nos fios que estão nascendo, facilitando a quebra.

Corte errado

O corte com tesoura, de modo convencional, interfere no estilo e nunca na hidratação dos fios. Uma das finalidades do corte é a retirada de pontas duplas. Essas sim têm interação com o frizz, pois são partes do cabelo danificado. "O fio reto pode contribuir para um resultado mais satisfatório que o cabelo repicado, que desalinha as pontas", comenta Sheila. Já para Marcos Coraza, hairstylist do salão Gilberto Cabeleireiros (SP), é um mito dizer que cortes desfiados aumentam o frizz. "O que estraga e mastiga as pontas do cabelo é uma ferramenta com mau corte ou inadequada para tal finalidade. Se uma navalha estiver sem corte ou uma tesoura que não seja profissional, elas, sim, podem estragar o fio e aumentar o frizz", alerta Marcos Coraza.


Cabelos muito ressecados estão propensos ao frizz

"Quando o cabelo está desidratado e danificado, as escamas da cutícula se erguem, provocando o arrepiado", explica Evandro Angelo. Para ele, fios grossos têm maior tendência a cutículas abertas e desalinhamento das escamas, o que os torna menos resistentes à umidade, vento, ar-condicionado e calor. Eron Araújo, cabeleireiro e top texturista do Studio W Iguatemi (SP), o frizz também aparece quando há cabelo novo. "Se uma pessoa tem queda muito forte, os fios que nascem tendem a ficar frisados no início, principalmente se o cabelo for fino", comenta.

A falta de protetor térmico antes do uso de secadores é uma das causas para o frizz

A falta de protetor térmico antes do uso de secadores é uma das

causas para o frizz

Foto: Danilo Borges


Atenção aos ondulados e cacheados!

"Esses tipos de cabelos devem ser cortados secos e nunca podem ser desfiados, porque o cacho se forma na raiz e vem até as pontas. Se elas estiverem desfiadas, o cacho não se forma e aparece os frizz", explica Robson Trindade, hairstylist (SP).

 


Tratamento de ponta

Pro-Keratinização Molecular, de L'Oréal Professionnel.
A técnica reconstrói a cutícula, hidrata e deixa os fios mais fáceis de controlar e brilhantes. O ritual envolve produtos da linha X-Tenso Care (Shampoo Nutri-Reconstrutor, Máscara Intensiva, Sérum de Brilho Nutritivo e Creme de Controle Nutri-Reconstrutor). "Esta linha contém Incell, um ativo que recupera a fibra capilar internamente, e Pro-Keratine, aminoácido que repara as áreas danificadas na parte externa da fibra. Por isso, o fio fica mais saudável", explica Raphael Vogler, hairstylist do Studio W Higienópolis (SP).