Com as escovas progressivas sem formol, já é possível manter os fios lisérrimos, sedosos, macios, com movimento. Veja o que há de novidade em tratamentos para alisar os cabelos

 


Alisamento sem formol para cabelos danificados


Escova botox, Lola

- Como é feito: o profissional lava o cabelo com um xampu de limpeza profunda e seca a 80%, para
aplicar o produto que contém toxina botulínica, ativo que age no interior da fibra devolvendo força e saúde; DMAE (Dimetilaminoetanol) com poder hidratante e antioxidante; e ácido hialurônico, com ação regeneradora. O produto age por 40 minutos e depois é enxaguado. Em seguida, os fios são secos e cauterizados com a chapinha.

- Substância que alisa: cisteína. Um aminoácido que penetra, com outros tipos, na parte interna da cutícula e realinha toda a sua estrutura.

- Vantagens: “Por conter aminoácidos e ativos vegetais em sua fórmula, além de alisar,
trata e dá brilho”, garante Rosa Almeida, cabeleireira do Crystal Hair Ipanema (RJ).

- Desvantagens: a única restrição é em relação à guanidina, que é incompatível com o tratamento.

- Compatibilidade: é proibida para quem já fez algum procedimento com guanidina.

- Quanto tempo dura: três meses, depois disso o efeito sai e o fio volta à sua estrutura original.

- Manutenção: “Não é necessário fazer escova, mas o cabelo não fica escorrido. Ele tem aquele
efeito liso com movimento, natural. Para prolongar o tratamento é bom usar xampu sem sal e uma
vez por semana aplicar uma máscara de tratamento no banho para hidratar”, recomenda Rosa Almeida.

- Preço médio por aplicação: a partir de R$ 400, conforme o comprimento e o volume.