Os perfumes para cabelos ajudam a camuflar o mau cheiro causado por suor, cigarro e outros imprevistos. Além disso, ainda selam a cutícula e deixam as madeixas mais saudáveis. Saiba mais sobre os perfumes para cabelos

Reportagem: Rita Albuquerque

perfume_de_cabelo

Os perfumes de cabelos são ótimas opções para as dependentes de escova ou chapinha

Foto: Corpo a Corpo

Perfumes para os cabelos, ou hair mist, previnem e eliminam o mau cheiro impregnado nos fios pelo contato com outros odores, transpiração excessiva, contato com frituras ou cigarro. Segundo a hairstylist Andréa Cassolari, do Salão Ricardo Cassolari (SP), o perfume para cabelos pode ser muito útil para dar um cheirinho gostoso aos fios depois de sair à noite ou naqueles dias corridos que não dá tempo de lavar.

Perfumes específicos para os fios devem ser borrifados a uma distância de 20 cm de distância da raiz, de modo que os cabelos recebam a bruma e não o jato do produto. Por isso, dificilmente causam alergia. Ao passo que o efeito nuvem se forma sobre os cabelos secos ou úmidos, o produto deve ser misturado com as mãos no processo de fixação do aroma.

Assim como os perfumes tradicionais, pode ser que a fórmula capilar não dure o dia todo (a durabilidade depende do produto e pode variar entre quatro e 10 horas). Nesse caso, o ideal é lavar as madeixas, uma vez que podem ficar com aspecto grudento e acumular resíduos nos fios quando usados mais de uma ou duas vezes ao dia.

 As fragrâncias florais são ótimas opções para quem deseja manter os cabelos com o perfume pós-banho. Para Elisabeth Faria, gerente de formação da L’Oréal Luxo, os hair mist podem, inclusive, substituir os perfumes tradicionais. "Podem substituir, mas também podem ser usados para 'retocar' o perfume durante o dia, ou ainda como um reforço para aquelas pessoas que desejam maior fixação do aroma". Só é preciso um cuidado extra para não misturar aromas e criar uma confusão de fragrâncias, explica Andréa.

Para a hairstylist, muitos desses perfumes funcionam também como silicone e promovem a impermeabilização dos fios, selando a cutícula e agindo como uma proteção natural às madeixas. "O silicone pode ser aplicado nos cabelos secos ou molhados, mas apenas nas pontas, para não deixar a raiz oleosa", afirma Andréa.

Lembre- se que o hair mist é diferente dos xampus a seco e não substitui a lavagem dos fios. Durante a aplicação, os cuidados também são importantes para não danificar os cabelos até mesmo com o movimento das mãos. Segundo o gerente de sustentabilidade e inovação da Natura, Frederico Kradt, qualquer ação sobre os cabelos pode danificá-los em maior ou menor grau.