É mais comum a caspa aparecer durante o inverno. Entenda por que isso acontece e confira 4 dicas que vão te ajudar a se manter afastada desse problema

Por Carol Salles | Foto Shutterstock Adaptação Web Ana Paula Ferreira



Não é impressão: no inverno, é mais comum a caspa aparecer, agravada por hábitos típicos da estação, como tomar banhos muito quentes e usar gorros. Mas dá para contornar o problema fácil, fácil. Saiba como a seguir.

- Primeiro, ajuste a temperatura do chuveiro. Banhos muito quentes são contraindicados. Prefira os mornos. Para driblar o frio, a dica é esquentar o ambiente com aquecedor.

- Produtos de styling, como spray e leave-in, podem se acumular no couro cabeludo, levando à descamação. Por isso, evite aplicá-los na raiz, apenas no comprimento e nas pontas.

- Lave o cabelo, no mínimo, três vezes por semana. Um couro cabeludo livre da oleosidade excessiva é menos propenso à caspa. “Além disso, prefira xampus transparentes aos perolados, pois costumam ser mais leves e frescos”, sugere Marcelo Bellini, dermatologista de São Paulo (SP). 

- Em casa, xampus à base de ativos como cetoconazol, piritionato de zinco, octopirox ou ácido salicílico funcionam. Caso o incômodo não melhore, existem tratamentos em consultório, como sessões de aplicação de luzes de LED azul e vermelha (que reduz a atividade da glândula sebácea e tem efeito anti-inflamatório, respectivamente).

Quer conferir mais dicas de cuidados com o cabelo no inverno? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!