assine
fechar X

Cadastre seu e-mail e receba todas as novidades da Corpo a Corpo



Texto Ana Paula de Araujo

Inscrições para Mc Donald’s 5K Mulheres em Movimento 2015 estão abertas

Inscreva-se já para a corrida Mc Donald’s 5K Mulheres em Movimento 2015!

Foto: Shutterstock

As inscrições para a Mc Donald’s 5K Mulheres em Movimento 2015, que acontece no dia 4 de outubro, já estão abertas! Neste ano, a maior corrida feminina da América Latina acontecerá simultaneamente em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Belo Horizonte.

A novidade fica por conta do kit corredora: entre os mimos, sacochila, toalha de rosto, camiseta e a chance de ganhar um Nissan March zero quilômetro – cinco veículos serão sorteados para as participantes.

Para participar, basta acessar o site www. 5kmcdonalds.com – até o dia 31 de junho, a inscrição sai pelo valor promocional de R$ 50, mas você pode se alistar até o dia 20 de setembro. Ao todo, são esperadas 30 mil pessoas. Vai perder?

Largada:

  • Belo Horizonte: Pampulha
  • Brasília: Torre de TV
  • Curitiba: Centro Cívico
  • Rio de Janeiro: Aterro do Flamengo
  • São Paulo: Ibirapuera
Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Edição Helô Oliveira | Adaptação Ana Paula de Araujo

Dicas para corridas de 10 km

Conquiste a corrida de 10 km!

Foto: Caio Mello

Quem já está acostumada aos bons e velhos 5k vai amar o desafio das corridas de 10k. Essa prova reúne a velocidade dos percursos menores com a resistência dos maiores e promete ser a solução para você emagrecer.

“Além disso, ela melhora a capacidade dos pulmões e do coração, regula o metabolismo e estimula a formação de massa óssea, muito importante para prevenir uma osteoporose futura”, afirma Camila Vilanova, personal trainer especialista em corrida para não atletas (RJ). A seguir, conheça os passos fundamentais para completar essa prova de corrida com sucesso.

1. Se você já percorre 5k e completou pelo menos duas provas, aumentar a distância será tranquilo. Aqui, a palavra-chave é calma: é preciso dar o próximo passo aos poucos, sempre de olho na saúde. “O ideal é que se aumente, no máximo, 10% do volume por semana. Do contrário, há um risco muito alto de lesão”, alerta Sandro Barone, mestre em biomecânica e professor da Fórmula Academia Osasco (SP). Treine três vezes por semana e essa progressão será suficiente para, ao final de oito semanas, você alcançar a meta da corrida de 10 km.

2. Alguns treinadores optam por combinar treinos contínuos com os treinos intervalados (onde se intercala tiros com descanso ativo), já que eles trazem benefícios distintos para a corredora. “Enquanto o primeiro simula as condições da corrida e treina resistência, o segundo aprimora a velocidade”, explica Camila.

3. A melhor maneira de se preparar para enfrentar a resistência do ar e as inclinações e os desvios típicos das ruas é treinar ao ar livre. Ao contrário da esteira, o preparo outdoor exige maior esforço para projetar os pés e “empurrar” o chão para tomar impulso, o que, claro, queima mais calorias.

4. O trabalho de força também é essencial para suportar o impacto nas articulações tanto da prova quanto dos treinos – neste caso, musculação ou treino funcional são as escolhas mais comuns.

5. “Exercícios de potência, como treinos pliométricos [movimentos rápidos e explosivos que buscam usar o tecido muscular ao máximo] vêm se mostrando muito eficientes em melhorar o tempo de prova, assim como corridas de tração, ladeira abaixo em alta velocidade e exercícios de arranco e arremesso, como o levantamento olímpico”, acrescenta Barone.

6.  Na semana antes da prova, desacelere. Vale correr de leve uma ou duas vezes, mas, dois dias antes, a ordem é de descanso total. Na véspera, alongue pra valer e nada de bebidas alcoólicas e cigarro, pois eles comprometerão sua prova.  

Revista Corpo a Corpo | Ed. 318

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Edição Helô Oliveira | Adaptação Ana Paula de Araujo

Dicas para correr em provas de 10 km

Prepare-se bem e curta a prova de 10 km ao máximo!

Foto: Shutterstock

Agora que você já treinou para valer, é hora de arrasar na corrida. Separamos 10 dicas para você curtir ao máximo a prova de 10 km.

1. Opte por um tênis leve, feito com materiais que não retêm água, e deixe um espaço de 2,3 a 3,3 cm entre calcanhar e calçado

2. Pule da cama ao menos duas horas antes da prova de corrida, e tome um café da manhã caprichado.

3. O ideal é chegar uma hora antes, para colocar o número no peito e o chip com tranquilidade e aquecer.

4. “Indico cinco minutos de aquecimento ativo, que trabalha técnica ao mesmo tempo em que prepara o corpo para a corrida, com exercícios como deslocamento lateral, elevação de joelho, saltos e polichinelo”, orienta Paulo Santos, diretor e técnico da Run e Fun assessoria esportiva (MG).

5. Encontrar o lugar ideal no pelotão pode ser um dilema para algumas corredoras, mas, considerando que você vai tentar os 10k pela primeira vez, mas já tem experiência em percursos menores, fique no meio. Ao largar na frente, junto ao grupo de elite, você pode ficar ansiosa e tentar correr mais rápido do que consegue. Já a turma do fundão é conhecida por não ser muito rápida – alguns até fazem o percurso caminhando. 

6. É comum que marinheiras de primeira viagem finalizem a prova de 10 km em cerca de uma hora e dez minutos, considerando que cada quilômetro costuma tomar sete minutos. Fique ligada no seu ritmo, sem neuras.

7. Evite ultrapassagens no começo, principalmente pela calçada, que são desniveladas e podem causar acidentes, e não fique muito perto de outros corredores.

8. “Comece com passos mais leves e aumente o volume só a partir do terceiro quilômetro. Depois do sexto, turbine um pouco mais e, se for o caso, faça o último em potência máxima”, aconselha Camila Vilanova, personal trainer especialista em corrida para não atletas (RJ).

9. No final das contas, o que vale é a diversão! Então, curta a paisagem, leve sua playlist e – por que não? – escale um parceiro para enfrentar o desafio com você, seja correndo junto ou assistindo.

10. Se o bichinho da corrida pegar de vez e você estiver bem preparada, tudo bem correr uma prova por mês, mas uma a cada dois meses é o período recomendado para quem não está em perfeita forma. 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 318

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Edição Helô Oliveira | Adaptação Ana Paula de Araujo

Calendário de provas de 10 km

Confira calendário das provas de 10 km mais badaladas!

Foto: Gustavo Arrais

Evoluir na corrida, perder peso e, claro, se divertir: esse percurso oferece tudo isso e muito mais! Anote as datas das provas de 10 km ao redor do Brasil e detone.

São Paulo

Circuito Corujão: 18/7

Speedo Run: 30/8

Circuito Vênus: 20/9

Meia Maratona de Sampa: 04/10

Volta da USP: 17/10

Circuito Athenas: 25/10

Rio de janeiro

Circuito Desafio de Duplas 2x10km: 16/8

Circuito Vênus: 23/8

Circuito Athenas: 4/10

Corrida Eu Atleta: 08/11

Run The Night: 21/11

Brasília

Circuito Corujão: 26/9

Corrida Eu Atleta: 22/11

Florianópolis

Maratona Caixa de Santa Catarina: 16/8

Fortaleza

Sky Run: 06/9

Salvador

Meia Maratona Farol a Farol: 04/10

Curitiba

Batel Run: 12/07

Revista Corpo a Corpo | Ed. 318

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Toda máquina precisa de combustível para funcionar, e com seu corpo não é diferente. Antes daquela prova importante, siga a dieta para quem corre indicada por Talitta Maciel, nutricionista esportiva do Espaço Reeducação Alimentar (SP), e garanta pique até a linha de chegada.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 318

Continue Lendo >>

Texto Cáren Nakashima | Adaptação Ana Paula de Araujo

Como fazer trilha com segurança

Siga as dicas para fazer a trilha com segurança

Foto: Shutterstock

As temperaturas mais amenas do começo do inverno são propícias para encarar um trekking. Antes de calçar o tênis e partir para a natureza, siga as nossas recomendações e faça trilha com segurança:

1. Informe-se sobre o percurso

“Informações sobre duração, inclinação, tipo de terreno e se alguém do grupo conhece o caminho são fundamentais. Caso negativo, só faça a trilha com guia”, enumera Carlos Sandro Carpenter, professor de esportes de aventura e da natureza do Centro Universitário IBMR (RJ). Faça a trilha, no mínimo, em dupla.

2. Vista-se adequadamente

O tênis deve ter sola de borracha, ser aderente e resistente. “Fuja do solado de polímeros, que escorrega nas pedras”, sugere Carlos Carpenter. Prefira roupas leves, à base de poliamida ou poliéster, que permitem a evaporação do suor.

3. Não esqueça a água

Uma mochila pequena com um camel bag ou um cantil com cerca de 1 litro. “Se a caminhada durar mais de uma hora, leve um isotônico para alguma emergência”, avisa o professor.

4. Deixe a mochila leve

Coloque na mochila apenas objetos leves e práticos, como um canivete, fita adesiva, kit de primeiros socorros com luva, esparadrapo, gaze e antisséptico, outro par de meias, uma camiseta reserva, protetor solar e um saco de lixo.

5. Abasteça-se com alimentos

Segundo Carlos Carpenter, alimentos calóricos, como chocolate, banana-passa açucarada e biscoitos, são bons para caminhadas duradouras. “Eles mantêm a reserva de energia, entretanto não coma tudo, pois imprevistos podem acontecer e o alimento será necessário”, completa.

6. Carregue documentos

Deixe algum documento e contato de emergência em um dos bolsos da roupa, principalmente em caminhadas longas. “Já houve casos de pessoas que se perderam e ficaram inconscientes”, lembra Carlos Carpenter. Muitas vezes, o celular não funciona, dependendo da sua localização.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 318

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Saiba como correr em grupo

Encontre sua turma e aposte na corrida em grupo!

Foto: Caio Mello

Enquanto algumas preferem correr sozinhas, outras não abrem mão de acelerar o passo com sua turma. Correr em grupo tem uma série de vantagens: além de fazer amizades e receber incentivo constante, dividir as vitórias com pessoas queridas não tem preço. Por isso, se você faz parte do time que só corre acompanhada, saiba que encontrar sua turma pode ser tarefa simples.

Uma das opções é contratar uma assessoria esportiva, que conta com treinadores aptos a fazer uma planilha de corrida personalizada e com a companhia de outros loucos por corrida. 

Para quem é de São Paulo e Rio de Janeiro, uma boa alternativa é o Nike+ Run Club, que promove treinos nas ruas das cidades tanto para iniciantes quanto experientes. Vale também baixar o app da marca, o Nike+ Running, que monitora percurso, evolução, calorias gastas e, por isso, foi considerado o mais completo pelas fontes consultadas para esta matéria. 

*Fontes consultadas: Ana Preda, personal trainer especialista em corridas, Daniel Neves, diretor técnico da Nova Equipe Assessoria Esportiva, Ronaldo Martinelli, professor do grupo de corrida da academia Bio Ritmo e Vanessa Delavy, coordenadora do grupo de corridas da academia Cia Athletica.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

 

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Calendário de provas de 5 km

Confira calendário das provas de 5 km mais badaladas!

Foto: Shutterstock

Porta de entrada para a corrida, as provas de 5 km são as queridinhas de corredoras iniciantes e experts, afinal, a distância é possível e perfeita para melhorar o tempo na corrida. Pensando nisso, preparamos um calendário com as provas de 5 km mais badaladas de 2015 para se inscrever já, confira: 

CIRCUITO VENUS

Rio de Janeiro: 23/08

São Paulo: 20/09

NIGHT RUN (ETAPA ÁGUA)

Rio de Janeiro: 15/08

Campinas: 12/09

Brasília: 03/10

Belo Horizonte: 17/10

São Paulo: 14/11

 

RUN THE NIGHT

São Paulo: 30/05

Rio de Janeiro: 21/11

 

CIRCUITO ATHENAS

Rio de Janeiro: 09/08 e 04/10

São Paulo: 19/07 e 25/10

 

CIRCUITO DAS ESTAÇÕES (INVERNO)

Belo Horizonte: 28/06

Porto Alegre: 28/06

São Paulo: 05/07

Recife: 05/07

Rio de Janeiro: 12/07

Salvador: 19/07

 

MCDONALD’S MULHERES EM MOVIMENTO

São Paulo: 04/10 (a corrida ocorrerá em outras cidades a serem definidas, simultaneamente)

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Preciso aumentar o desempenho na corrida?

Sou obrigada a aumentar o desempenho na corrida?

Foto: Shutterstock

Buscar um bom desempenho na corrida é um desejo de todas. Porém, nem sempre é possível correr maiores distâncias ou até mesmo aumentar a velocidade do pace – seja por falta de tempo para treinar ou por preferir correr tranquilamente, sem a pressão da performance. Essa estabilidade gera o medo de não aproveitar mais os benefícios da corrida

Se esse é o seu caso, fique tranquila, pois está tudo bem se você não quiser acelerar. Não melhorar o tempo ou aumentar o percurso não faz os benefícios da corrida desaparecerem. De fato, quando o corpo se acostuma ao estímulo (no caso das provas de 5k, acontece quando não há baixa no tempo, por exemplo), não há melhora das suas condições físicas, mas ocorre, sim, a manutenção. Portanto, a sensação de bem-estar permanecerá. 

O mesmo vale para a distância. Provas de 5k têm alto grau de esforço, enquanto provas longas, como 21k, exigem mais resistência. Desta forma, escolher um percurso curto ou longo tem mais a ver com gosto do que com evolução.

* Fonte consultada: Ana Preda, personal trainer especialista em corridas

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

Leitora emagrece 27 kg com corrida

Thaís Turlão na The Color Run, Seattle, Mc Donald's Mulheres em Movimento e Circuito
das Estações.

Foto: Arquivo Pessoal

Como muitas pessoas, Thaís Turlão começou a correr querendo emagrecer – no caso da publicitária de 31 anos, foram incríveis 27 quilos. Ela até relutou, mas em janeiro de 2014 iniciou uma dieta e, um mês depois, começou a caminhar 20 minutos por dia. Mesmo acima do peso, ensaiou alguns trotes e percebeu que poderia ser mais rápida, o que a deixou mais animada. Baixou alguns aplicativos para controlar tempo, distância e pace médio e, em um mês, decidiu que participaria de sua primeira prova de rua, mesmo caminhando. “No começo, foi difícil devido ao sobrepeso e ao sentimento de que não ia conseguir, mas contei com a ajuda de amigos que já corriam e que, com muita boa vontade, me deram dicas e, principalmente, me incentivaram”, conta. 

A prova de 5 km era a escolha mais adequada: além de mais curta, respeita seus limites, e proporciona um clima gostoso de confraternização, em que um corredor incentiva o outro. “Isso foi fundamental para que eu terminasse a minha primeira prova, e mesmo depois de um ano correndo, o desafio de concluí-las ainda mexe muito comigo”, entrega a paulistana, que fez a sua estreia na Night Run, com tempo de 52 minutos. Depois, participou das provas Energizer Night Race, The Color Run, Circuito das Estações e Lótus, sendo a última finalizada em 39 minutos – um tempo que a enche de orgulho, afinal, é fruto de sua dedicação. 

“Além das mudanças físicas, a corrida me trouxe disposição e energia e me fez entender que eu posso sair da minha rotina, mudar algo que eu não gosto”, comemora Thaís. 

A próxima parada são as provas de 8k e, enquanto isso, a publicitária continua no processo de reeducação alimentar para emagrecer mais alguns quilinhos. “Sinto orgulho por todas as mudanças que fiz na minha vida, no meu corpo e na mente no último ano. A sensação de olhar para trás e perceber a própria evolução, sabendo que tudo o que mudou foi por mérito seu, é deliciosa”, comemora.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

Continue Lendo >>

Texto Isadora Couto

Saiba os cuidados necessários para quem corre á noite 

Foto: Shutterstock

Nos últimos anos e em busca de uma vida mais saudável, o número de corredores tem crescido significativamente. A nova modinha agora são as corridas à noite. No próximo dia 23, a Night Run dá a largada às 20h, em Fortaleza. Mas pra isso, os corredores precisam ter alguns cuidados especiais.

A umidade do ar, a concentração da poluição e até mesmo a temperatura são fatores que devem ser levados em conta na hora de definir um horário para incluir o esporte na rotina. Segundo o fisioterapeuta Helder Montenegro, presidente do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral e também presidente da Associação Brasileira de Reabilitação da Coluna dá algumas dicas para o bom desempenho. Correr à noite,  sem sol, esse período do dia geralmente é mais frio. Porém, o ar gelado costuma deixar os músculos mais contraídos, sendo necessário, portanto, um alongamento caprichado antes de começar a corrida, informa Helder.

Outra dica é avaliar a umidade do ar. Como o oxigênio é um dos combustíveis que permitem a prática das corridas à noite, a pessoa pode perder o ritmo se a respiração estiver prejudicada. À noite, a umidade do ar também pode estar baixa. Por isso, procure escolher treinar após uma chuva no fim da tarde, por exemplo. A poluição também é um fator importante, nesse período, o ar fica carregado de gás carbônico e pobre em oxigênio. A alta concentração de poluentes pode desencadear acessos de tosse, irritação nasal e até uma dor de cabeça. Talvez seja melhor optar por sábados e domingos, que costumam ser menos poluídos do que os dias de semana.


Fatores também importantes a serem levados em consideração são roupas, o risco de acidentes e alimentação. Por exemplo, a menor visibilidade aumenta o risco de acidentes. O mais indicado é optar por parques ou praças que tenham piso liso e que sejam bem iluminados. Fique atento ao tipo de vestuário dê sempre preferência por camisas ou shorts que iluminam. Carregue sempre um apito, assim em qualquer situação de risco o corredor pode apitar como forma de pedir a ajuda. Respeite o seu corpo se você é do tipo que não consegue dormir cedo e costuma ser mais ativo no período noturno, então provavelmente seu rendimento nas corridas á noite também será maior. Mas fique atento a sua rotina. Chegar em casa exausto todos os dias desestimula prática do exercício nesse período.


“A prática da corrida amadora de maneira cansativa, sem acompanhamento ou de forma inadequada, contribui para o aumento do número de lesões, principalmente para os que querem em pouco tempo de treinamento realizar uma maratona. As mais comuns são problemas no joelho, fascite plantar, fraturas por estresse , cãibra, dor no quadril e tendinoses. Os fatores associados a estas contusões estão associados à experiência, sexo, idade, tipo físico e intensidade e volume do treinamento”, explica o fisioterapeuta Igor Montenegro, diretor do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral (ITC). Além de ajudar no processo de emagrecimento, a prática da corrida amadora traz outros benefícios, como: melhora na memória, fortalecimento do sistema imunológico, aumento da resistência cardiorrespiratória.



Dicas para praticar uma corrida amadora mais saudável:



- Realize uma avaliação clínica e cardiológica antes de iniciar a prática;
- Faça uma avaliação física com um profissional de educação física especializado em corrida de rua;
- Faça musculação ou Pilates para prevenir lesões;
- Não "pule" etapas do treinamento;
- Pratique o exercício nos horários de calor menos intenso;
- Use roupas leves, e um tênis adequado;
- Existem  roupas que possuem detalhes que reflete a luz de automóveis;
- Comece devagar até pegar o ritmo;
- Priorize o aquecimento articular;
- Respeite o limite do seu corpo;
- Use filtro solar (dia)  e não se esqueça de se hidratar.

Continue Lendo >>

Texto Isadora Couto

Veja os exames obrigatórios antes de começar a correr

Foto: Divulgação

 

Entrar em forma e manter a saúde em dia é um desejo de grande parte dos brasileiros. E uma das maneiras de conseguir um resultado satisfatório e prazeroso é a corrida de rua. Mas antes de dar o pontapé inicial na atividade física que conta com mais de 6 milhões de adeptos no Brasil, é necessário passar por uma Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP).  

“Nessa avaliação, o médico vai solicitar exames obrigatórios de acordo com a idade para verificar a possibilidade de presença de doenças e com a intensidade da atividade, variando desde lazer, passando por amador até profissional”, explica Luiz Augusto Lavalle, médico cardiologista do Hospital São Vicente – FUNEF, de Curitiba (PR).  Nos casos mais simples, além da avaliação clínica inicial, são realizados eletrocardiograma, hemograma completo, glicemia de jejum, ureia e creatinina, lipidograma completo e ácido úrico. “Hepatograma (TGO, TGP, gama-GT, bilirrubinas, TAP/INR), exame de urina e exame parasitológico de fezes completam a lista”, detalha o especialista.   

Já os exames funcionais, como o teste de esforço, ecocardiograma de estresse e cintilografia, são indicados para atletas ou pessoas com mais de 60 anos de idade. “Fora desse quadro, a necessidade de exames funcionais vai depender dos resultados da Avaliação Clínica Pré-Participação. Se houver alguma normalidade na APP, pode resultar em outros tipos de exames cardiológicos e não cardiológicos”,  lembra Lavalle. 

 

Atestado liberatório 


O cardiologista do Hospital São Vicente - FUNEF salienta que ao final da avaliação o médico terá de fornecer ao paciente um atestado de aptidão ou liberatório para as corridas. Neste atestado, deverá constar o tipo de esporte para o qual a pessoa está apta de acordo com uma classificação específica que leva em conta a estática e a dinâmica da modalidade. “Não há nada que substitua a avaliação clínica inicial”, completa o médico.

 

 Exames obrigatórios na Avaliação Clínica de Pré-Participação (APP):


  - Eletrocardiograma;
  - Hemograma completo;
  - Glicemia de jejum, ureia e creatinina;
  - Lipidograma completo;
  - Ácido úrico;
  - Hepatograma (TGO, TGP, gama-GT, bilirrubinas, TAP/INR);
  - Exame de urina;
  - Exame parasitológico de fezes. 


 Exames obrigatórios para pessoas acima de 60 anos ou atletas:

 

- Teste de esforço;
- Ecocardiograma de estresse;
- Cintilografia 

 

O Hospital São Vicente – FUNEF conta com duas unidades na capital paranaense, nos bairros Centro e CIC, e oferece serviços de excelência em diversas áreas da medicina. Para mais informações, acesse o site: www.funef.com.br 

 

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo 

Dicas para seguir no dia da prova de corrida

Saiba o que fazer no dia da prova de corrida

Foto: Gustavo Arrais

Muitas corredoras iniciantes não sabem o que fazer no dia da prova. Reunimos essas dicas para você concluir o percurso sem ciladas e curtindo cada momento.

  • 1. O aquecimento e alongamento devem ser feitos brevemente, sem exageros. “Corredoras iniciantes podem deixar para aquecer durante a prova, começando-a de leve”, ensina Daniel Neves, diretor técnico da Nova Equipe Assessoria Esportiva (SP). 

  • 2. Saia de casa com antecedência e procure chegar uma hora antes da largada para curtir as atrações que as provas de corrida de rua organizadas proporcionam.

  • 3. Vá para a área de largada com 5 minutos de antecedência, afinal, começar afobada pode abalar todo o psicológico.

  • 4. Dispare o cronômetro apenas ao passar pelo pórtico para cronometrar o tempo real de conclusão. 

5. Fique no fundo do pelotão se o objetivo for apenas curtir. Do contrário, você corre o risco de ser atropelada, além de já começar a prova se sentindo pressionada e estressada. Deixe a frente para as corredoras que procuram mais desempenho, menor tempo e melhor classificação.

  • 6. Mantenha seu ritmo, sem se preocupar com as outras. Tome cuidado ao desviar dos outros corredores e com lombadas, desníveis no asfalto, buracos e copinhos de água no chão. Mantenha o olhar na linha do horizonte e evite ficar alternando entre pista e calçada.

  • 7. Mantenha-se à direita e deixe a esquerda para quem é mais veloz. Se precisar parar, cuidado! Vá para a lateral ou para a calçada e veja se não há ninguém vindo atrás e nada de frear bruscamente, mesmo que para amarrar o cadarço ou caminhar, pois isso pode causar um acidente.

  • 8. Ao avistar postos de hidratação, diminua o ritmo, pegue o copo, faça um furo e beba em pequenos goles. Descarte na lixeira e, caso não haja, lance o lixo na calçada, nunca na pista, evitando que outros corredores escorreguem. 

  • 9. Meça seu pace – que nada mais é do que o tempo levado para percorrer 1 km – durante os treinos com a ajuda de um frequencímetro. No dia da prova, quando avistar a placa que indica em qual quilômetro você está, observe no gadget se está de acordo com o pace. Se estiver abaixo e você estiver se sentindo bem, pode acelerar! Do contrário, diminua o ritmo.

  • 10. Use o psicológico a seu favor e comemore cada trecho percorrido. Para um incentivo a mais, pose para os fotógrafos que ficam ao longo do percurso. No dia seguinte, eles disponibilizam em alguns sites as fotos para compra (informe-se depois da prova). Se bater um desânimo, olhe a imagem, lembre-se que você conseguiu e orgulhe-se! 

  • 11. Divirta-se, leve família e amigos para torcer por você. A princípio, procure terminar bem a prova, sem pressão ou estresse, mesmo que isso signifique diminuir as passadas – vale até caminhar –, e comemore a nova conquista para valer!

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Ana Paula de Araujo

O que fazer na semana que antecede a corrida de 5k

O que fazer na semana que antecede a corrida de 5k? A gente ensina!

Foto: Shutterstock

Corredoras iniciantes podem investir nas provas de 5k sem medo! Porém, para arrasar de verdade, é preciso ficar de olho na semana que antecede a prova. Entregamos o pote de ouro nas dicas abaixo.

  • 1. Diminua o ritmo dos treinos uma semana antes da prova. Isso é fundamental para preparar o corpo para o esforço e garantir o bom rendimento na corrida.
  • 2. Turbine a ingestão de água para garantir o corpo bem hidratado, afinal, você perderá muitos líquidos na pista de corrida
  • 3. Alguns dias antes, experimente roupa, tênis, meias e até peças íntimas que pretende usar no grande dia, evitando o aparecimento de bolhas, calos, calor ou frio em excesso e outros incômodos que podem surgir. O mesmo vale para apetrechos tecnológicos, como frequencímetro, aplicativos e playlist.
  • 5. Na véspera, coma carboidratos e evite excesso de fibras, alimentos gordurosos e álcool, que podem causar desconfortos gástricos e prejudicar o desempenho. 
  • 6. Nada de comer algum alimento que você nunca experimentou antes, pois você não sabe a reação que seu organismo terá.
  • 7. Separe com antecedência a roupa, tênis, gadgets em quaisquer outras coisas que você precisar para o grande dia.
  • 8. Durma cedo e bem – o organismo precisa estar bem descansado para você dar o seu melhor na pista de corrida!

* Especialista consultada: Vanessa Delavy, coordenadora do grupo de corridas da academia Cia Athletica (SP)

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

Continue Lendo >>

Texto Rita Trevisan e Caroline Bastos | Adaptação Isadora Couto

Conheça os benefícios da corrida

Foto: Caio Mello

Correr é a atividade perfeita para quem não tem muita rotina nem tempo de sobra para se exercitar. Pode ser feita a qualquer hora, em qualquer lugar. E, para uma iniciante, mesmo meia hora de treino, três vezes por semana, já vai fazer uma grande diferença. Estamos falando, em primeiro lugar, de uma mudança significativa na balança. Isso porque a corrida é um dos esportes que proporcionam os mais altos gastos calóricos. Para se ter uma ideia, em 30 minutos correndo é possível mandar embora até 450 calorias, contra 180 calorias do ciclismo e 270 calorias da natação.

A explicação é simples: “Quando corremos, somos obrigados a mover todo o peso do corpo, o que exige um esforço extra. No ciclismo, nos movimentamos sentados, e na natação, a água suporta parte da nossa carga”, explica Christian Antoniazzi, educador físico e professor e sócio diretor da Assessoria Metas Esporte & Entretenimento (SP).

Mas as vantagens não param por aí: a prática melhora a capacidade cardiovascular, trabalha a musculatura do corpo todo e deixa bumbum e pernas durinhos. Seu humor também sai ganhando. “A corrida estimula a liberação de neurotransmissores que geram uma sensação imediata de bem-estar”, afirma Roberto Zogbi, educador físico e professor da academia Vibe Sport (SP). Parece bom, hein?

 

Revista Corpo a Corpo | Ed.280

 

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Isadora Couto 

Veja dicas para as iniciantes na corrida 

Foto: Caio Mello

Antes de acelerar o passo, caminhe a distância para que as articulações se adaptem ao movimento e ao impacto. É muito importante seguir o plano à risca, sem faltar nos treinos e pular etapas. Assim, se a tabela diz para correr moderadamente, mesmo que você esteja bem disposta no dia, não vá além, pois existe uma razão para essa indicação.Trotar ao ar livre simula todas as situações que você pode enfrentar no dia da prova, como vento, variação de temperatura, inclinação e até a condição do solo.

Porém, isso não anula a esteira, afinal, ela permite que se corra a qualquer horário, faça chuva ou faça sol.Treinos de força também devem fazer parte da rotina da nova corredora, como musculação, funcional ou pilates, e nem adianta fazer cara feia: estamos falando de um esporte com movimentos repetitivos e constantes, então, costas, abdome, glúteos, lombar,quadríceps, tíbia, panturrilha e atébíceps, tríceps, ombros e peitoral entram em jogo para suportar o impacto das pisadas, evitando lesões.

Em média, seguindo o plano à risca, três meses são suficientes para preparar uma mulher saudável para sua grande estreia nos 5k. Claro que não dá para ser muito ambiciosa em relação ao tempo, afinal, serão apenas os primeiros cinco quilômetros de muitos, mas é possível almejar uma média de 35 a 40 minutos para a conclusão. “A motivação em uma corrida de rua é infinitamente maior do que no treino, ainda mais quando ele é feito indoor, então, é possível que o tempo da prova seja ainda melhor do que o previsto”, conta Vanessa Delavy.

Revista Corpo a Corpo | Ed.317

 

Continue Lendo >>

Texto Ana Paula de Araujo | Adaptação Isadora Couto

Saiba os benefícios da corrida de 5km

Foto: Caio Mello

Todo mundo tem uma amiga que vive tentando convencê-la a correr 5km (ou, quem sabe, você é essa corredora entusiasmada). A empolgação em torno da prova tem um motivo: ela é super democrática. Se você estiver no primeiro grupo, saiba que ela é a mais indicada para entrar no universo da corrida, afinal, é uma meta extremamente viável pode-se até concluí-la caminhando. Já o segundo grupo pode aproveitar para turbinar o tempo de conclusão e melhorar a cada novo percurso. A exceção fica para quem está acima do peso, não possui condicionamento algum ou tem lesões nas articulações inferiores. “Por isso recomendo uma avaliação médica, que verifica a condição cardiovascular, neuromuscular e até quanto tempo de treino será necessário para, finalmente, correr a primeira prova”, instrui Ronaldo Martinelli, professor do grupo de corrida da academia Bio Ritmo (SP).

Os benefícios da corrida de 5km são inúmeros: aumenta a capacidade cardiorrespiratória, ajuda a enxugar os quilos a mais, define coxas e glúteos, torna suas noites de sono mais tranquilas e, durante o dia, dá disposição de sobra. Como se não bastasse, esse percurso oferece baixo risco de lesão. “Ele é excelente para quem não tem muito tempo, tanto por não demandar muitos treinos por semana quanto pela prova em si ser curta, podendo ser feita em pouco tempo”, enumera Vanessa Delavy, coordenadora do grupo de corridas da academia Cia Athletica (SP). Recomenda-se o mínimo de duas vezes por semana, pois o impacto constante pode sobrecarregar as articulações, lesionando-as. Por isso, lembre-se de dar intervalo de um dia, pelo menos, entre uma corrida e outra e sem essa de calçar o tênis apenas aos fins de semana, pois a distância grande entre os treinos impede sua evolução e rendimento.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

 

Continue Lendo >>

Texto Cáren Nakashima | Adaptação Isadora Couto

Venha participar da corrida amiga

Foto: Divulgação 

 

A corrida, além de atividade física, pode ser também um meio de se locomover nas grandes cidades. Pensando em quem gostaria de uma companhia para as passadas, surgiu a rede de voluntários Corrida amiga, que, sem fins lucrativos, tem como missão criar uma rede de corredores que atuem como agentes multiplicadores de todos os benefícios da corrida como mobilidade urbana. Para participar, basta se cadastrar no site: corridaamiga.wix.com/corridaamiga e pedir uma corrida amiga ou se tornar um corredor amigo. A intenção é interligar as pessoas cadastradas por meio de seus percursos. Já existem cerca de 60 voluntários espalhados pelo Brasil.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 317

Continue Lendo >>

Texto Isadora Couto

Venha participar da Meia-maratona de Belo Horizonte

Foto: Divulgação

A Meia-maratona é, para muitos corredores, o primeiro grande teste no esporte. A distância é longa e não costuma ser fácil percorrer seus 21 km. Os atletas que decidirem encarar uma prova dessas precisam tomar alguns cuidados desde o treino até o dia dessa grande conquista.


“Para quem vai estrear em uma prova de 21 km, é necessária uma rotina importante de treinos, com corridas, pelo menos, três vezes por semana”, afirma o diretor geral da Run&Fun em Belo Horizonte, Paulo Henrique dos Santos. “Um desses dias precisa ter uma corrida mais longa e o volume semanal deve ser entre 25 e 35 km”, acrescenta.


Os treinos de fortalecimento também são fundamentais. “Musculação, treino funcional, pilates, entre outros, devem ser realizado pelos corredores.” Para correr distâncias mais longas, é fundamental ter os membros inferiores enrijecidos. O ideal é definir a prova e estudá-la. “Para uma primeira vez, vale a pena ir para uma corrida mais plana, onde a temperatura média seja mais baixa em relação à que está habituado”, diz. Isso diminuirá o desgaste físico do corpo. Paulo destaca que essa prova do dia 14 une essas duas características: terreno mais plano, por ser no entorno da Lagoa da Pampulha, e temperatura baixa, já que será realizada no mês de junho.


Outra dica é que durante os meses que antecedem o grande dia, incluir provas de 10 km e 15 km. O ambiente e a animação das pessoas nessas provas, de distância menor, servirão de estímulo para continuar treinando e chegar bem para os 21 km. “Vale a pena checar o tempo limite da prova para ter certeza que terminará a corrida enquanto as ruas ainda estiverem fechadas para os carros”, comenta o especialista. No dia da corrida, a preparação é especial.

“Durma cedo na noite anterior e acorde com antecedência para tomar um bom café da manhã, com alimentos que sejam da sua rotina. Não invente nada diferente para o dia”, explica Paulo. O treinador indica que o corredor chegue cedo ao ponto da largada. “Assim, não terá problemas na retirada do chip, caso precise.” Faça o planejamento de como será a sua prova junto com seu treinador, caso tenha, e tente manter o combinado. “Com uma boa assessoria técnica o resultado será excelente. E a sensação de completar os primeiros 21 km ficará para sempre na memória”, finaliza.

Participe!

Data:  Domingo, 14 de Junho de 2015.

Local: O evento terá a largada e a chegada na 'Praça Nova' da Pampulha, localizada na Avenida Otacílio Negrão de Lima, esquina com rua Exp. Celso Racioppi, em Belo Horizonte.

Premiação:  Medalha Pós-prova.

Valores: R$95,00 até 12/06 (enquanto houver vagas).

Mais informações no site: http://www.meiamaratonadebh.com.br/sitenpq/

Continue Lendo >>

Texto: Cáren Nakashima | Adaptação: Nathália Henrique

Jaqueta para se exercitar a noite

Foto: Divulgação

A jaqueta VisiCELL faz parte da nova coleção da Puma e é feita com materiais altamente refletivos, para você se exercitar à noite e ao ar livre. As aberturas cortadas a laser na parte de trás melhoram a circulação de ar, as mangas são articuladas para maior flexibilidade e a gola tem formato anatômico, para evitar fricção na nuca. Preço sugerido: R$ 280.

*Preço pesquisado em março de 2015. 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 315

Continue Lendo >>

Texto: Cáren Nakashima | Adaptação: Nathália Henrique

Por que você corre e não emagrece? 

Foto: Shutterstock

A lei da compensação

Porque está correndo, você acha que pode comer mais, certo? Errado. “Se o objetivo é perder peso, o aumento do consumo de calorias vai contra balancear a atividade física e o gasto calórico não será deficitário”, explica Theo Webert, médico nutriendocrinologista, pós-graduado em medicina esportiva e metabologia (SP). Segundo o médico, o que você deve aumentar é o grupo alimentar adequado à atividade. “Depois da corrida, por exemplo, o ideal é ingerir um carboidrato de rápida absorção e uma proteína, para realizar a manutenção do metabolismo”, completa.

Medição errada

Um dos benefícios do esporte é ajudar o corpo a ganhar músculos e queimar gordura. E, você já sabe, músculo pesa mais do que gordura. Portanto, esqueça a balança e veja o resultado em suas medidas.

Monotonia no treino

Em algumas semanas o exercício vira um hábito, o que pode paralisar a queima de gordura. De acordo comTheo Webert, o ideal é fazer treinos intervalados de alta intensidade, de forma que a frequência cardíaca oscile e ative de forma mais efetiva o metabolismo, para que ele use a gordura estocada no corpo

Alterações no organismo

Distúrbios da tireoide deixam o metabolismo mais lento, bem como o desequilíbrio hormonal – entre estrógeno, progesterona e testosterona –, que ainda gera maior acúmulo de líquido no corpo, sensação de inchaço e até problemas circulatórios”, lista Theo Webert.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 315

Continue Lendo >>

Texto Isadora Couto

Veja os benefícios da fibra para os amantes da corrida

Foto: Divulgação 

A alimentação é uma das principais preocupações dos atletas antes de uma prova de corrida, porém, é necessário o cuidado na hora de escolher quais alimentos devem ser consumidos. A ingestão correta de cada nutriente é essencial para ter um bom desempenho, mas, uma das grandes dúvidas é saber como e quando ingerir os alimentos ricos em fibras, que se consumidos de forma incorreta podem causar desconforto gástrico durante a atividade física.

As fibras se dividem em dois grupos: as solúveis, que auxiliam na eliminação das gorduras nas artérias; e as insolúveis, que agem no funcionamento do intestino. "As fibras solúveis se encontram em alguns alimentos como o farelo de aveia, granola e cevada, já as insolúveis estão, principalmente nas versões integrais de alguns alimentos", explica a nutricionista do Oba Hortifruti, Daísa Pinhal.

É importante não deixar de lado esse nutriente, pois ele contribui para o bom funcionamento intestinal e ajuda no controle da pressão arterial. Para que esse nutriente não interfira no desempenho do esportista, o ideal é evitar seu consumo um dia antes e no dia das provas, e só ingerir alimentos que contenham fibras até duas horas depois da corrida, fazendo uma alimentação balanceada e equilibrada.

Confira alguns alimentos que são excelentes fontes de fibra:

Farelo de aveia:  essa é a parte do grão mais rica nesse nutriente. A quantidade de fibras recomendada por dia é 35 gramas. A porção recomendada de farelo de aveia (30 gramas ou duas colheres de sopa) contém 4,6 g desses nutrientes, ou seja, 18% do que precisamos ao dia.

Cevada: 100 gramas de grãos fornecem boas quantidades desse nutriente, aproximadamente 12 gramas, por isso é considerada um alimento funcional.

Granola: uma mistura de frutas secas, grãos (aveia, fibra de trigo e flocos de arroz), sementes (amendoim, castanha de caju e castanha-do-pará) e açúcar mascavo, que também ajudam a manter a sensação de saciedade.

 Alimentos integrais: trigo, arroz, pães e biscoitos, que nessa versão apresentam alta quantidade de fibras, além de fornecerem outras vitaminas e minerais importantes para o nosso organismo.









Continue Lendo >>

Texto Isadora Couto

Melhore o desempenho em corridas de rua

Foto: Caio Mello

Com o passar dos anos, cada vez mais pessoas se tornam adpetas de provas de corrida de rua por todo o Brasil. Porém, a prática deve ser feita com certo cuidado, pois, podem acabar sendo ocasionadas lesões e também o maior gasto de energia durante as atividades. Para evitar esse tipo de aborrecimento, a professora de musculação da Competition, Karoline Soria, selecionou dez dicas que auxiliam na melhora dos novos participantes da modalidade.

Confira: 

1 - Prepare-se para a prova - O ideal é realizar dois treinos intercalados na semana, que são estímulos mais fortes seguidos de recuperação. Esses treinos ajudam a aumentar a velocidade e capacidade respiratória durante a corrida.

2 - Fortaleça a musculatura - O fortalecimento muscular é primordial. A musculação deve fazer parte da rotina dos treinos. Exercícios específicos para melhorar sua mecânica durante a corrida devem ser incluídos, por exemplo, os educativos de corrida e o desenvolvimento da propriocepção.

3 - Descanse - O corpo também precisa descansar, por isso, respeite os dias de recuperação. Após os treinos, alongue-se bastante e, se possível, execute a liberação miofascial com material específico.

4 - Use calçado apropriado - Não realize qualquer prova com tênis novo (faça uma adaptação durante algumas semanas). Se houver tempo, realize também um teste da pisada, ele é fundamental para comprar o tênis específico para suas necessidades. Algumas lojas especializadas já possuem o teste para descobrir se sua pisada é supinada, pronada ou neutra.

5 - Conheça o percurso - Verifique se existem subidas no percurso. Caso tenha, é necessário treinar em aclives.

6 - Deixe tudo pronto para a prova -  Um dia antes, separe tudo o que vai precisar durante a prova. Desta maneira, você evita o esquecimento de itens essências como: relógio, óculos, chip e número de peito.

7 - Alimente-se corretamente - Para manter a energia durante a corrida, o clássico jantar de massas no dia que antecede a prova faz parte da rotina dos corredores. Nunca mude seu café da manhã, pois é nesse contexto que podem ocorrer infortúnios digestivos. Tente se alimentar de 1 a 2 horas antes da largada!

8 - Não esqueça a hidratação - Como cada corpo responde de maneira individualizada, a dica aqui é: cuidado com exageros, mas também evite sentir sede! Para quem está iniciando, água e isotônico suprem a necessidade. O famoso ‘gel’, só é necessário se a duração da corrida superar 50 minutos, mesmo assim, exige adaptações nos treinos para evitar surpresas digestivas desagradáveis.

9 - Não leve peso - Corra com menos peso possível, deixe carteira, chaves e outros objetos em casa! Algumas pessoas gostam de ouvir músicas durante a corrida, mas cuidado com o local em que irá colocar os aparelhos celulares ou sonoros, se estiver no braço, pode atrapalhar a movimentação correta, descubra o lugar mais confortável e curta sua playlist!

10 – Cuidado com a respiração e ritmo - Estar atento a sua respiração e ao seu gesto motor estimula a concentração e maximiza sua performance. Segure o ritmo no início da prova, por mais difícil que seja. A estratégia mais eficaz é aumentar a velocidade progressivamente.

 

Continue Lendo >>

Texto Isadora Couto

 Shopping Iguatemi promerá a Fashion Run

Foto: Divulgação

O Shopping Iguatemi São Paulo promoverá um evento que fará parte da agenda oficial do São Paulo Fashion Week: A Fashion Run, que ocorrerá no dia 12 de abril às 20h no Parque Cândido Portinari. A corrida será cheia de estilo, e terá o circuito de 5km, onde os participantes viverão o cenário da moda e o estilo de vida saudável. Por isso, não haveria local melhor para realizar este acontecimento, no espaço onde todas as atividades e tendências são apresentadas: o SPFW, no Parque Cândido Portinari.

 A prova, ao contrário das outras edições, acontecerá no horário noturno. Estará à disposição dos participantes snacks saudáveis, aulas de aquecimento e alongamento para uma preparação completa para a corridas. E para garantir o clima já a partir dos últimos treinos antes da corrida, a Iguatemi São Paulo disponibilizará em seu App, uma playlist exclusiva desenvolvida por Mario Veloso.

Os três primeiros colocados nas categorias feminino e masculino ganharão trófeus customizados. As incrições ficam abertas até o dia 8 de abril, todas as informações estão disponíveis no site: www.iguatemisp.com.br. A expectativa dos organizadores é receber em torno de 2 mil participantes. Todos os inscritos devem retirar o kit-prova, e as camisetas personalizadas entre os dias 10 e 11 de abril, na loja Memo, no Shopping Iguatemi São Paulo, das 10h00 às 22h00. A Iguatemi Fashion Run é promovida pelo Shopping Iguatemi São Paulo, realizada pela OOF, com patrocínio master SKy, Patrocínio Memo  e apoio do São Paulo Fashion Week.


Venha participar!

Serviço:

Evento: Iguatemi Fashion Run
Data: 12 de abril
Horário: Abertura dos portões às 18h00. Largada às 20h00
Valor: 200,00
Local: Parque Cândido Portinari (ao lado do Parque Vila Lobos) 

Continue Lendo >>


Texto Isadora Couto 

4ª Corrida e Caminhada Autismo e Realidade

Foto: Divulgação 

A ONG Austimo e  Realidade promoverá  a 4ª “Corrida e Caminhada Autismo e Realidade  pela Conscientização” no dia 19 de Abril às 8h. O local de partida será o Centro Histórico de São Paulo, na rua Líbero Badaró, esquina com a Avenida São João.


O objetivo do evento é aprofundar e divulgar o conhecimento sobre o Autismo.  A prova será dividida em duas etapas: corrida de 8 km e caminhada de 4 km, conforme a preferência do inscrito. No ano passado, mais de 5 mil pessoas participaram da ação, e esse ano estima-se mais de 6 mil inscritos. A ONG aceitará doações, e todo o dinheiro arrecadado  será revertido para ações de capacitação e pesquisa em prol da “Autismo e Realidade Associação de Estudos e Apoios”.

Mais informações e inscrições no site: www.yescom.com.br

Colabore com essa ideia, venha participar! 

 

Serviço: Data: 19/04/2015
Largada e Chegada: Rua Libero Badaró, esquina com a Avenida São João
Horário: 8h 

Continue Lendo >>

Texto Karine César | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Corrida

Alguns alimentos devem ser consumidos antes e depois

de correr para não prejudicar a disposição

Foto: Shutterstock

Correr no fim do dia exige uma alimentação equilibrada desde cedo. Caso contrário, você terá pouca disposição para enfrentar o desafio diário.

Antes: Faça um lanche reforçado, priorizando os carboidratos

Opções:
- Pão com queijo branco + suco de frutas

- Granola com iogurte + frutas picadas

- Vitamina de leite com frutas + aveia

Depois: Prepare um jantar equilibrado com carboidrato, proteína e vegetal

Opções:
- Salada com atum + torrada

- Sanduíche de peito de peru + vegetais

- Sopa de batata com frango + torrada

Revista Corpo a Corpo | Ed. 299

Continue Lendo >>