Cadastre seu e-mail e receba todas as novidades da Corpo a Corpo



Por Rebecca Nogueira Cesar

Corrida

14ªWRun realizará prova no domingo, 08

Foto: Caio Mello

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, a Fit Cookies realiza a 14º WRun no domingo, 08, realizadas no Jockey Club, em São Paulo. Durante o dia serão realizadas provas de 4 km e 8 km.

Além da corrida, que já conta com mais de 8 mil mulheres inscritas, haverá também degustação dos produtos da Fit Cookies na tenda da MB Personal Trainers, que inclui doces protéicos de brigadeiro, beijinho e mousses.

14ª WRun Fit Cookies
Quando: domingo, 08 de março
Onde: Jockey Club em São Paulo (Av. Lineu de Paula Machado, 1.263)
Horário: início às 7hs
Inscrição e informações: pelo telefone (11) 5042-1041

Loja Fit Cookies: Alameda dos Aicás, 967, Moema
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 10h às 20h e sábado, das 10h às 18h

Continue Lendo >>

Por Nathália Henrique

Cardápio balanceado para corredoras

Foto: Danilo Borges

Mulheres que praticam a corrida deve priorizar o cuidado com a alimentação. As refeições balanceadas e diversificadas irão oferecer os nutrientes básicos que o ser humano precisa, além de equilibrar as necessidades energéticas específicas de cada atleta. Na hora de preparar o prato, a esportista deve colocar porções específicas de alimentos energéticos, reguladores e construtores.
A nutricionista do Oba Hortifruti, Daísa Pinhal, explica como a atleta deve compor o prato ideal. “45% deve ser de alimentos energéticos. O restante deve se dividir em 35% para reguladores, 15% para construtores e 5% para os energéticos extras”, indica. 

A boa e constante hidratação também é imprescindível para a corredora. A reposição dos líquidos e sais minerais perdidos durante as atividades físicas e a transpiração ajuda a manter o rendimento durante o exercício, além de auxiliar na recuperação pós-treino. Confira quais são os alimentos energéticos, reguladores, construtores e energéticos extras:

Energéticos: fornecem energia. Funcionam como combustível para o corpo. Compostos por pães, massas, tubérculos, raízes e cereais.

Reguladores: são fontes de vitaminas, sais minerais e fibras, ajudam a regular as funções do organismo auxiliando no combate de doenças como gripes e resfriados. São indispensáveis para manter uma alimentação saudável. Compostos por frutas, verduras e legumes.

Construtores: compostos por proteínas que promovem o crescimento do corpo, formando os ossos, a pele, os dentes, as unhas, os cabelos, etc. São encontrados em leites, derivados, carnes, leguminosas, feijão e ovos.

Energéticos extras: também fornecem energia para o corpo, mas com moderação, pois o consumo elevado pode trazer riscos à saúde. Compostos por óleo, gordura, doces e açúcares.

Cardápio

Café da manhã

1 fatia de pão integral light

1 fatia de queijo branco

2 fatias de peito de peru light

1 xícara (chá) de chá verde

Lanche da manhã 

1 maçã

Almoço

1 prato de salada de folhas verdes com cenoura

2 colheres (sopa) de batata assada ou cozida com 1 fio de azeite

2 colheres (sopa) de soja em grãos

1 filé médio de carne magra

3 colheres (sopa) de escarola refogada

1 fatia de abacaxi

Lanche da tarde

1 fatia de pão integral light

2 colheres (sopa) de ricota

1 fatia de tomate temperado com um fio de azeite e uma pitada de orégano

Jantar

1 prato médio de alface crespa com azeitona, cebola, tomate e pepino

1 filé médio de peixe assado com 1 batata pequena e 1 tomate

4 colheres (sopa) de abobrinha grelhada

1 ameixa

Ceia 

2 castanhas-do-pará

2 amêndoas  

Necessidades específicas: É importante ressaltar que cada pessoa tem necessidades calóricas específicas e por isso, o ideal é que cada uma possua um plano alimentar individualizado que atenda de forma completa o que ela precisa.

*Agradecimentos à Oba Hortifruti

Continue Lendo >>

Por Kelly Miyazato

Corrida: inscrições abertas para
provas de 10 e 21 K
Foto: Shutterstock

Se você quer participar de provas de corrida, com percursos de 10 e 21K, a Noblu Sports está com as inscrições abertas. A quinta edição, Meia Maratona Amil Campinas será realizada no dia 22 de março com largada às 7h, no Largo do Rosário (Av. Francisco Glicério).

As principais ruas e avenidas do centro da cidade estão entre os principais destaques e atrativos da prova, além da premiação para os cinco primeiros colocados.

Para saber mais, acesse: www.noblu.com.br

 

 

Continue Lendo >>

Por Kelly Miyazato

Inscrições para a Netshoes Fun Race ocorrem até 27 de janeiro
Foto: Shutterstock

prova de 6K, da Netshoes Fun Race, será realizada em 08 de fevereiro, com largada no Estádio Ícaro de Castro Melo, localizado próximo ao Parque do Ibirapuera, em São Paulo (SP). Portanto, se ainda não se inscreveu, pode garantir a participação até 27 de janeiro.

Como o próprio nome sugere, a Netshoes Fun Race tem o objetivo voltado para a diversão e o entretenimento dos competidores. Afinal, entre os diferenciais da prova está a flexibilidade de horário para largada (largada oficial - marcada para 7h –, mas os corredores terão a opção de outras duas largadas em horários alternativos: uma às 7h30 e outra às 8h).

Para saber mais, acesse: www.funrace.netshoes.com.br

 

Continue Lendo >>

Texto: Fernanda Cury | Adaptação: Nathália Henrique

3 cuidados para praticar a corrida na praia

Foto: Shutterstock

1. Comece a corrida devagar e aumente o percurso e a velocidade aos poucos para evitar sobrecargas na região da lombar e nas articulações.

2. Corra na areia firme, próxima ao mar, mas em praias sem inclinação.

3. Use o tênis! “Se a areia for fofa, não há contraindicação. Porém, na areia batida, o uso do calçado com amortecedor protege contra lesões e problemas como inflamação ou tendinite, principalmente na planta do pé”, diz Maurício Póvoa Barbosa ortopedista e médico do esporte da Clínica Orthobone (SP).

Revista Corpo a Corpo | Ed. 301

Continue Lendo >>

Texto: Fernanda Cury | Adaptação: Nathália Henrique

Correr na praia queima 600 calorias em 1 hora 

Foto: Shutterstock

Deixar as suas pegadas registradas na areia é uma das melhores sensações do verão. “Mas além de bem-estar, correr em terreno arenoso aumenta o equilíbrio, a agilidade e a força. Isso, sem contar que é um dos melhores trabalhos de condicionamento e fortalecimento muscular”, comenta Maurício Póvoa Barbosa, ortopedista e médico do esporte da Clínica Orthobone (SP). Que tal voltar da temporada no litoral com pernas incríveis, hein?

Turbine o treino

Além dos movimentos da corrida, os saltos, deslocamentos laterais e zigue-zagues na areia também contribuem para a estabilidade das articulações e a tonificação dos músculos”, conta Maurício Póvoa Barbosa. Ou seja, você fica com as pernas firmes e modeladas. Pode aderir a essas variações sem medo.

Ddetone as calorias

Como na praia a superfície é irregular e macia, o gasto energético para realizar os movimentos é maior”, afirma o especialista. Para se terideia, se em uma hora de corrida na rua você queima 400 calorias, na areia pode detonar cerca de 600.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 301 

Continue Lendo >>

Por Karine César | Adaptação Kelly Miyazato

Gel-Sonoma, Asics, R$ 300
Foto: Divulgação

Oferece ótima tração em terrenos arenosos. Sua base estável e seu perfil veloz também são outros diferenciais.

 

*Preço pesquisado em outubro de 2014.


 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 310

 

 

Continue Lendo >>

Por Karine César | Adaptação Kelly Miyazato

Corrida: confira dicas para trocar asfalto por trilha
Foto: Shutterstock

Reveja sua planilha
Treine pelo menos uma vez por semana no novo piso. Reduza o volume de carga para não sofrer nenhuma lesão grave. Lembre-se que muitos obstáculos, como raízes de árvores, galhos, pedras, entre outros, podem surgir do nada, por isso é importante prestar muita atenção.

Prepare suas pernas
A corrida em terrenos acidentados exige muito dos membros inferiores, o que gera um desenvolvimento da musculatura local. “Além disso, a instabilidade reforça os tendões e os ligamentos da cintura pélvica, dos joelhos e do quadril, pouco requisitados no asfalto”, enfatiza Fabiano Braun, diretor técnico do Floripa Runners Assessoria Esportiva e presidente da Associação dos Treinadores de Corrida de Santa Catarina (SC).

Aumente seu arsenal
Ter um calçado apropriado para esse tipo de treino é fundamental para garantir desempenho e segurança. Hoje em dia, há modelos específicos, que podem ser encontrados facilmente nas lojas esportivas. Para terra batida, o tênis deve ter um solado com boas ranhuras, para proporcionar mais tração. Ele também precisa absorver o impacto de uma pedra ou buraco, e o tecido deve secar rápido.

 

Revista Corpo a Corpo | Ed. 310

 

Continue Lendo >>

Texto: Karine César | Adaptação: Nathália Henrique

5 dicas para correr na praia

Foto: Shutterstock

Além do visual e do ar puro, existem outros bons motivos para correr na praia: gasto energético elevado, pernas ainda mais definidas e menos impacto sobre as articulações. Para aproveitar todos esses benefícios, Leonardo Lima, fisiologista do exercício e preparador físico da Runner (SP), enumera cinco dicas essenciais.

1. Use tênis ou sapatilhas especiais

Assim, não corre o risco de se cortar com algum objeto no chão. A vantagem de treinar descalça é que, pela irregularidade da areia, você estimula a propriocepção (consciência corporal) e fortalece os membros inferiores, prevenindo lesões.

2. Alterne entre a areia fofa e a dura

A primeira trabalha mais a musculatura e aumenta a resistência. Apesar de o impacto ser menor, ela gera desequilíbrio, prejudicando a coluna e desencadeando problemas como lombalgias. Já a batida é menos irregular, mas há impacto, o que pode ocasionar estresse nas articulações com o tempo. O ideal é ir trocando de terreno para se adaptar e criar um trabalho de base.

3. Não se preocupe com o tempo

Como a dificuldade é maior na praia, pelo tipo de terreno, possivelmente sua velocidade diminua. Mas a boa notícia é que seu gasto energético vai ser beeem alto.

4.  Alongue-se

Da mesma maneira que no asfalto. A prática não previne contra lesões, mas faz parte do treinamento.

5. Solte na água

Correr com o mar batendo na canela nofim do treino, em um ritmo mais leve, relaxa os músculos e você continua queimando gordura.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 300

Continue Lendo >>

Texto: Caroline Randmer | Adaptação: Nathália Henrique

Conheça a corrida com o speed chute

Foto: Beto Lima


Que tal aposentar a esteira e turbinar o treino de uma maneira divertida? Esta é a proposta do speed chute, equipamento que tem como objetivo intensificar a resistência do ar durante a corrida. Bem semelhante a um para quedas, mas em miniatura, deve ser fixado na cintura. Depois é só acelerar o passo para que o acessório abra contra o vento. Claro, você terá de fazer um esforço maior para se deslocar, afinal, ele funciona como uma espécie de freio, mas os benefícios compensam.

Seu uso fortalece todos os músculos do corpo e aperfeiçoa o condicionamento físico. Ao inclinar o tronco para a frente, você utiliza os braços para impulsionar o corpo, contrai o abdome e potencializa o uso dos membros inferiores”, conta Paola Machado, educadora física (SP). Além disso, Ery Silva, personal trainer da Pretorian (SP), garante que ele desenvolve força e faz que seu desempenho em corridas sem ele melhore.

Como qualquer exercício, os resultados aparecem de acordocom o perfil fisiológico de cada pessoa, mas geralmente três meses já são suficientes para desfrutar dos músculos torneados e da perda de peso. “Apesar disso, já nas primeiras semanas notamos uma melhora na disposição e no condicionamento físico, graças à influência do treino sobre os sistemas cardiovascular e respiratório”, revela Paola Machado. Aliás, esse é o principal motivo pelo qual você deve fazer um check-up com seu médico antes de partir para o ataque. Pessoas com problemas no coração devem evitar o esforço para não sobrecarregar o órgão. E quem geralmente convive comdores nas articulações também deve ficar alerta, pois o impacto dos movimentos é bem alto e pode comprometer a saúde óssea.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 301

Continue Lendo >>

Texto: Ana Paula de Araújo | Adaptação: Nathália Henrique

Dicas para começar a praticar a corrida

Foto: Caio Mello

Para começar a se exercitar com a corrida, é preciso fôlego e resistência! Tenha cuidado ao arriscar os primeiros passos — nada de já sair correndo por aí! Comece com caminhadas leves, três vezes por semana, para fortalecer a musculatura. Com o tempo, você se sentirá apta a intercalar um minuto de caminhada com o mesmo tempo de trote. Para tornar a atividade ainda mais estimulante, vale incluir subidas e descidas. “É muito importante pedir ajuda a um profissional para montar uma planilha adequada ao seu preparo físico”, afirma Daniel Neves, diretor técnico da Nova Equipe Assessoria Esportiva (SP).

É possível treinar individualmente ou em grupo — se optar pela segunda opção, é bem provável que faça amigos para a vida toda. Você perceberá que foi mordida pelo bichinho da corrida quando estiver contando os minutos para disputar a próxima prova.

Ponto positivo -  não faltam parques e espaços ao ar livre para correr. Basta ter força de vontade.

Ponto negativo - lesões prévias, principalmente nas articulações inferiores, podem se agravar com o impacto. Por isso, antes de correr, cuide delas e fortaleça a região, lançando mão de musculação, ioga ou pilates.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 309

Continue Lendo >>

Por Rebecca Nogueira Cesar

corrida caminhada

Evento de corrida e caminhada ocorre no sábado, 25, em SP

Foto: Caio Mello

Suzana Alves e Carolina Carpi vão promover no próximo sábado, 25, a 3ª edição do Caminhada e Corrida Physique Pilates – Run & Health.

O evento ocorre a partir das 9 horas, na Praça Vinicius de Moraes, no bairro do Morumbi, em São Paulo, com o objetivo de estimular a prática de exercícios.

Antes de iniciar as atividades, haverá alongamento e aquecimento em grupo, baseados no curso de pilates para atletas, orientados por uma educadora física.

A 3ª Caminhada e Corrida é dividida em quatro modalidades: caminhada para iniciantes, caminhada acelerada, corrida para iniciantes e corrida. Todos os grupos terão acompanhamento profissional de fisioterapeutas.  

Para incentivar a luta contra o câncer de mama durante o outubro rosa, haverá uma breve palestra sobre a alimentação pré e pós atividade física, realizada pela equipe de nutricionistas do Studio Physique. O objetivo é explicar a importância da rotina de alimentação e exercícios na prevenção da doença.  Os participantes receberão frutas e água à vontade.

3ª Caminhada e Corrida Physique Pilates – Run & Health

Data: 25/10
Horário: 9hs
Local: Praça Vinicius de Moraes, Morumbi – São Paulo, SP
Taxa de inscrição: R$70,00 (inclui camiseta). A inscrição pode ser feita no Studio Physique Pilates (Rua José Jannarelli, 199 - térreo / Jardim Guedala)
www.physiquepilates.com.br
Tel.: 2306-7672 / 99935-1380

 

Continue Lendo >>

Texto: Caroline Randmer | Adaptação: Nathália Henrique

Saiba qual é a intensidade da corrida ideal para você 

Foto: Shutterstock

Leve

Dá para executar a atividade com conforto, mas conversar entre as pessoas vai se tornar cada vez mais difícil.

Batimentos: Entre 65%e 75% da FCM. Velocidade na esteira: De 5,5 km/h a 7 km/h.

Moderada

Quase não dá para papear, já que a respiração fica pesada e você precisa se concentrar um pouco mais na inspiração e expiração.

Batimentos: Entre 75%e 85% da FCM. Velocidade na esteira: De 7 km/h a 8,5 km/h.

Progressiva

Pelo que aumenta a cada minuto, o foco deve estar voltado 100% para a corrida em vez da parceira ao lado.

Batimentos: Entre 85%e 95% da FCM. Velocidade na esteira: A ideia é aumentar gradativamente a velocidade até o máximo que conseguir.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 306

Continue Lendo >>

Por Nathália Henrique

Projeto "Corra pela Vida" chega a terceira edição

Foto: Divulgação

No próximo dia 16 de agosto, acontece a terceira edição do "Corra pela Vida" em São Paulo. O projeto foi criado pelas corredoras Gabi Manssur, Paula Narvaez e Deborah Aquino, com o propósito de valorizar a autoestima feminina por meio da corrida e despertar a conscientização de mulheres que sofreram ou sofrem violência doméstica. O programa também vai comemorar oito anos de criação da Lei Maria da Penha. 

Com um percurso de 6 km para corredores e também para quem prefere a caminhada, o evento começa às 8h da manhã no Parque da Água Branca em São Paulo e ainda conta com a presença do corredor Wanderlei de Oliveira e da jornalista Neide Santos, idealizadora e fundadora da Associação Projeto Vida Corrida. A inscrição é gratuita a partir do dia 8 de agosto para os 200 primeiros participantes, que também terão uma manhã especial com sorteios de kits da Nike, Hope, um dia de beleza no Jacques Janine. 

Continue Lendo >>

Por Kelly Miyazato

Correr da forma certa e evitar lesões. Este é o primeiro desafio de quem curte o esporte, não é verdade? Pensando nisso, a Physio Institute, apresenta uma esteira com um conceito totalmente novo e pedagógico, a Esteira Curve.

O equipamento foi criado com o objetivo de ajudar atletas amadores e profissionais a pisar da forma correta. Como a plataforma é curva, automaticamente a pisada é feita com o antepé, o que melhora a biomecânica da corrida, fortalecendo a musculatura de proteção do tornozelo. Menos lesões nas ruas!

 

 

 

Continue Lendo >>

Texto: Caroline Randmer | Adaptação: Nathália Henrique

Aprenda a calcular sua frequência cardíaca máxima

Foto: Caio Mello

Já tentou calcular sua frequência cardíaca máxima para evitar mal-estar durante a caminhada ou a corrida? Confira a fórmula e aprenda o cálculo.

FCM = 220 - idade

Considerando uma pessoa de 20 anos, o cálculo seria: 220 - 20 = 200 batimentos por minuto. Com o resultado em mãos, basta calcular o percentual correspondente à intensidade do treino.

Por exemplo, para caminhar entre 55% e 65% da FCM: 200 x 0,55 = 110 e 200 x 0,65 = 130. Ou seja, você deve manter os batimentos entre 110 e130 para sua caminhada ser classificada como leve. O ideal para controlar essa medida é usar um monitor cardíaco.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 306

Continue Lendo >>

Redação Corpo a Corpo | Adaptação: Nathália Henrique

Caminhar ajuda a rejuvenescer

Foto: Caio Mello

Fazer três caminhadas de 40 minutos, em ritmo acelerado, durante a semana pode fazer o cérebro crescer, e mais, rejuvenescer. Foi o que mostrou um estudo apresentado na conferência anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), nos Estados Unidos.

Os participantes que caminharam durante um ano tiveram um aumento das principais regiões cerebrais, inclusive do hipocampo — centro da memória no cérebro. Ainda dá tempo de trocar de roupa e sair por aí.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 306

Continue Lendo >>

Por Ana Paula de Araujo | Adaptação Kelly Miyazato

Dicas para escolher o tênis ideal
Foto: Caio Mello

Você mesma pode verificar se o seu novo parceiro de treino está confortável. Antes da compra, experimente o calçado e, em pé, observe os pontos a seguir. As dicas são de Benjamin Apter, médico e fisiologista do exercício do Instituto B-Active (SP).

- Debaixo do cadarço amarre garantindo estabilidade e firmeza, mas sem pressão ou a ponto de causar dor.

- Ponta dos pés garanta um espaço de, aproximadamente, meio centímetro entre o dedão e a ponta do calçado.

- No calcanhar assegure que, entre o calcanhar e a parte traseira do tênis, você consiga encaixar o dedo indicador. Seu pé não pode escapar, tampouco ficar rente demais.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 306

 

Continue Lendo >>

Texto: Karine César | Adaptação: Nathália Henrique

Forerunner 620 cria treino focado e

avalia condicionamento físico

Foto: Divulgação

Se você é daquelas corredoras focadas e está sempre tentando melhorar seus tempos, sabe o quanto é imprescindível conhecer o seu VO2 max (que é o volume máximo de oxigênio que o corpo consegue captar dos pulmões e levar aos tecidos para a produção de energia). Por meio deste indicativo, é possível criar um treino mais focado, com o ritmo certo para cada tipo de estímulo.

A boa notícia é que se você não tem tempo para se submeter ao exame ergoespirométrico, pode recorrer ao novo lançamento da Garmin, o Forerunner 620, que faz uma estimativa do VO2 por meio de dados como a velocidade, os batimentos por minuto e a variabilidade da frequência cardíaca. Além de mensurar o condicionamento físico, o acessório sugere metas — ousadas, mas completamente alcançáveis — para diversas distâncias. Tudo para você sairda zona de conforto! Preço: R$ 1.799. 

*Preço pesquisado em junho de 2014.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 306

Continue Lendo >>

Por Nathália Henrique

Imitar corredores profissionais pode ocasionar lesões

Foto: Fabio Mangabeira

A prática esportiva está em alta e muitas pessoas se especializam em determinadas modalidades. Enquanto alguns preferem os exercícios aquáticos como natação, nado sincronizado, canoagem e polo aquático, outros optam pelas atividades terrestres como a corrida de rua.

Contudo, toda atividade física que é realizada sem o devido acompanhamento de um instrutor ou preparador físico pode causar lesões, especialmente, se o corredor de rua tenta se espelhar em alguém ou se já possui algum problema existente.

Hábitos posturais errados no momento de correr podem causar dores intensas nas costas e ainda, em médio ou longo prazo, provocar desvios posturais, lombalgias e cervicalgias”, afirma o fisioterapeuta Dr. Helder Montenegro, especialista em coluna vertebral, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna – ABRC e sócio fundador da Sociedade Brasileira de Fisioterapia Esportiva- Sobrafe.

Por que imitar corredores pode ocasionar lesões?

Muitos corredores de rua tentam imitar os profissionais, pois desejam correr com maior velocidade e obter melhor desempenho. Porém, reproduzir treinamentos que são exibidos em vídeos da internet pode trazer sérios danos à saúde da coluna. “Essa prática pode ter efeito contrário. Ou seja, ao invés de o atleta melhorar o desempenho, ele acaba diminuindo o seu rendimento por causa da prática de movimentos errados que podem acarretar em uma lesão”, informa Montenegro.

Segundo o fisioterapeuta, as lesões ocorrem porque, geralmente, os corredores de rua não estão habituados com o tipo de movimentação do corpo do atleta profissional. “Fique atento à postura para evitar danos à coluna e, claro, para melhorar o desempenho na atividade. A posição indicada para corredor é manter os braços juntos ao corpo, ombros relaxados, contrair o abdômen e deixar a coluna ereta. Já a cabeça deve estar inclinada, com o olhar para o horizonte. É importante que as passadas não sejam muito impactantes para não causar dores nas costas e, em longo prazo, ocasionar problemas como hérnia de disco”, sugere Helder.

Continue Lendo >>

Por Karine César | Adaptação Kelly Miyazato

Colete Aeroloft 800 Vest,
Nike, R$ 400
Foto: Divulgação

O náilon ripstop (antirrasgo) oferece proteção contra o vento e a sua cor néon é ótima para chamar a atenção.

 

*Preço pesquisado em maio de 2014.

 

Continue Lendo >>

Por Kelly Miyazato

Procure sempre a ajuda de profissional para
realizar o treino com segurança
Foto: freeimages

Concorda que todo começo é difícil e, às vezes, assustador? Um passo em falso e podemos tropeçar, cair, machucar. Correr é uma modalidade prazerosa e que ajuda no condicionamento físico, no emagrecimento e no alívio do estresse. “Atualmente, para começar a correr é preciso procurar um professor de educação física para elaborar uma planilha de treino conforme as necessidades individuais, além de um médico para a devida avaliação do estado de saúde”, alerta Rodrigo da Silva, professor da Smart Fit (DF).

Por ser um treinamento aeróbio, a corrida promove um alto gasto calórico durante e após a prática e para quem está com boa saúde, o ideal é praticar duas vezes na semana com dois dias de descanso entre os treinos. “Não é necessário sair por aí correndo 10 km como um velocista. Porém, começar alternando um minuto de corrida com quatro de caminhada rápida já é um bom começo”, explica o professor, ressaltando a necessidade da paciência para se obter resultados e condicionamento sem risco de lesões.

Antes de correr, Silva orienta a fazer uma boa hidratação para ajudar na manutenção de temperatura corporal, melhora do desempenho e dos processos metabólicos do organismo, e a comer alimentos com baixo índice glicêmico. “Planeje seu percurso para evitar lesões e não sofrer com imprevistos. Durante a atividade, fique atento ao seu ritmo e, caso sinta algum incômodo, pare a atividade”, diz. Depois da corrida, é importante caminhar por cinco minutos para que a frequência cardíaca e a percepção do esforço seja menor para que aconteça a devida recuperação – tão essencial para o bom desempenho do treino.

“A postura também é importante. Quem corre deve olhar sempre pra frente, manter uma passada constante e sem muita amplitude, os braços devem ficar na altura do tórax e do quadril durante a movimentação natural e o tronco deve se inclinar levemente pra frente para facilitar a mecânica da corrida”, informa o professor da Smart Fit.

Para quem quer queimar calorias por meio da corrida e já tem um certo nível de condicionamento, Silva criou uma planilha básica de treino:

1º mês
1º semana: 5 km, em um percurso plano, em velocidade confortável ou 30’.
2º semana: por 30’ em um percurso plano, alternar 4’ de velocidade confortável para 1’ de corrida forte.
3º semana: por 30’ em um percurso plano, alternar 3’ de velocidade confortável para 2’ de corrida forte.
4º semana: 5 km no plano, em velocidade confortável.

2º mês
1º semana: por 30’ em um percurso com inclinação, alternar 4’ de velocidade confortável para 1’ de corrida forte.
2º semana: 6 km em um percurso plano, em velocidade confortável ou 35’/40’.
3º semana: por 30’ em um percurso com inclinação, alternar 3’ de velocidade confortável para 2’ de corrida forte.
4º semana: por 30’ em um percurso com inclinação, alternar 3’ de velocidade confortável para 2’ de corrida forte.

 

*Agradecimentos ao Rodrigo da Silva, professor da Smart Fit (DF).

 

Continue Lendo >>

Por Nathália Henrique

Saiba como perder calorias com a corrida

Foto: Shutterstock

Todo começo é difícil e, às vezes, assustador. Um passo em falso e podemos tropeçar, cair, machucar. Correr é uma modalidade prazerosa e que ajuda no condicionamento físico, no emagrecimento e no alívio do stress. “Atualmente, para começar a correr é preciso procurar um professor de educação física para elaborar uma planilha de treino conforme as necessidades individuais, além de um médico para a devida avaliação do estado de saúde”, alerta Rodrigo da Silva, professor da Smart Fit DF.

Por ser um treinamento aeróbio, a corrida promove um alto gasto calórico durante e após a prática e para quem está com boa saúde, o ideal é praticar duas vezes na semana com dois dias de descanso entre os treinos. “Não é necessário sair por aí correndo 10 km como um velocista. Porém, começar alternando um minuto de corrida com quatro de caminhada rápida já é um bom começo”, explica o professor, ressaltando a necessidade da paciência para se obter resultados e condicionamento sem risco de lesões.

Antes de correr, Rodrugo orienta a fazer uma boa hidratação para ajudar na manutenção de temperatura corporal, melhora do desempenho e dos processos metabólicos do organismo, e a comer alimentos com baixo índice glicêmico. “Planeje seu percurso para evitar lesões e não sofrer com imprevistos. Durante a atividade, fique atento ao seu ritmo e, caso sinta algum incômodo, pare a atividade”, diz. Depois da corrida, é importante caminhar por cinco minutos para que a frequência cardíaca e a percepção do esforço seja menor para que aconteça a devida recuperação – tão essencial para o bom desempenho do treino.

Continue Lendo >>

Por Karine César | Adaptação Kelly Miyazato

Tênis Gel-Cumulus 15 Lite Show, Asics,
Preço sugerido: R$ 500,00
Foto: Foto: Divulgação

Devido à tecnologia retrorreflexiva no cabedal, os raios de luz são devolvidos na mesma direção de onde vieram, permitindo ser vista a distância.

 

* Preço pesquisado em maio de 2014.

 

Continue Lendo >>

Por Karine César | Adaptação Kelly Miyazato

Jaqueta Run Creation, Mizuno,
R$ 150
Foto: Divulgação

Resistente à chuva, com capuz e logos refletivos, é perfeita para os dias frios.

 

* Preço pesquisado em maio de 2014.

 

Continue Lendo >>

Por Karine César | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Conheça os benefícios e os cuidados com a corrida

Mesmo no inverno, a corrida é um exercício importante 

para manter o peso

Foto: Caio Mello

É fato: as temperaturas caem e a preguiça aumenta. Mas além de queimar mais calorias no inverno, treinar nesta época diminui as crises alérgicas e dá mais resistência ao organismo.

Eduardo Mourelle, professor do Espaço Stella Torreão (RJ), enumera mais algumas vantagens.

Benefícios da corrida: O desempenho melhora após os treinos em situações de menor captação de oxigênio, pois o esforço é maior sob baixas temperaturas. Quando a pessoa estiver em clima mais ameno, os resultados vão ser bem mais perceptíveis.

Cuidados:

- Nesta época, o corpo sofre rigidez muscular, por isso, é importante fazer um aquecimento e alongamento para aumentar a elasticidade dos ligamentos e tendões, evitando o risco de lesões.

- Escolha roupas adequadas que deixem o corpo “respirar”. E não use peças em excesso, abafando o corpo

Revista Corpo a Corpo | Ed. 281

 

 

Continue Lendo >>