Pensando em turbinar os seios? Veja algumas dicas para colocar silicone com segurança

Reportagem: Kátia Neves

dicas_para_investir_no_silicone

Cuidados e dicas para ficar com os seios lindos com o silicone
Foto: Danilo Borges

Antes de turbinar os seios e colocar silicone, confira 10 dicas para investir na cirurgia com segurança. Confira:

1 - A confiança entre médico e paciente é fundamental. Por isso, antes de colocar silicone é essencial esclarecer todas as dúvidas e analisar todos os prós e contras de se submeter à cirurgia.

2 - Verifique o tipo de prótese que o cirurgião trabalha. Peça o comprovante da prótese para que você tenha a garantia de que ela é aprovada pela Anvisa.

3 - O preço é um fator que pesa na hora da escolha, mas é bom lembrar que o barato pode sair caro. É preferível pagar um preço maior e ter mais segurança a economizar agora e se incomodar no futuro.

4 - Procure um cirurgião plástico. Existem profissionais de outras áreas que fazem o procedimento, mas que não têm familiaridade com as complicações.

5 - Faça a cirurgia em locais adequados e com recursos. Complicações podem acontecer e, nesse caso, uma estrutura hospitalar é mais adequada para resolver possíveis intercorrências.

6 - Troque de prótese a cada dez anos. O tempo de garantia é de 15 anos, mas não custa fazer a toca com segurança. A prótese envelhecida perde a capacidade de reter o silicone e sua membrana externa vai calci­ficando, sugerindo tumor maligno.

7 - Discuta com seu médico as vias de colocação e a vantagem delas.

8 - Teste o volume que você gostaria de colocar por meio de moldes. Um dos maiores problemas é a insatisfação com o tamanho das mamas (­icarem muito grandes ou muito pequenas).

9 - Faça controle esporádico das mamas por ultrassom ou mamografia. Se houver suspeita de rompimento, o melhor exame é a ressonância magnética.

10 - Siga à risca os cuidados do pós-operatório, pois é durante ele que alguns problemas costumam ocorrer.