Veja as diferenças entre lipoaspiração, lipoescultura e hidrolipo e tire suas dúvidas a respeito destas cirurgias plásticas

Reportagem: Caroline Sarmento

lipo

Os nomes podem ser parecidos, mas

a função de cada procedimento é diferente, conheça!
Foto: Caio Mello

Apesar de ter nomes parecidos, lipoaspiração, lipoescultura e hidrolipoclasia são procedimentos diferentes.  Antes de você entrar na faca, veja quais são as diferenças entre as lipos e qual é a mais indicada para o seu objetivo

Lipoaspiração

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica indicada para quem deseja ajustar o contorno corporal, tirando os excessos de gordura de determinadas regiões. O procedimento cirúrgico deve ser feito em hospitais e realizado por especialistas credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “Como o próprio nome sugere, o processo aspira a gordura do corpo, eliminando-a do local desejado”, afirma André Gonçalves de Freitas, cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SP).

A lipoaspiração apresenta melhores resultados em pacientes que têm gordura localizada. Mas atenção: a lipoaspiração não serve para emagrecer. "O paciente perde litros de gordura, que é diferente de quilos. Por exemplo, se retirarmos 4 litros do paciente, tiraremos o volume daquela área, quantidade que não chega a 1 kg. Este procedimento é ideal para quem quer esculpir uma área específica. Para emagrecer, existem outras cirurgias", explica Gonçalves.
 

 

Lipoescultura

Na lipoescultura o cirurgião retira gordura localizada de certas regiões e enxerta em outras áreas do corpo, que precisem de maior preenchimento de gordura. “Um caso comum, é o aumento do bumbum. Retiramos gordura de uma área que tenha mais concentração de gordura e enxertamos a gordura na região do bumbum, dando o efeito de aumento”, explica o cirurgião plástico.

A lipoescultura se difere da lipoaspiração porque a gordura não é eliminada, é enxertada em outra região. Ambas são usadas para ajustar o contorno corporal, não para perder peso. A lipoescultura, assim como a lipoaspiração, deve ser feita em hospitais e desempenhada por médicos credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Hidrolipoclasia

A hidrolipoclasia ultrassônica aspirativa trata-se de uma injeção com solução salina, injetada na gordura localizada . Depois da injeção, é usado o ultrassom, que "agita" as células e quebra a gordura. Essa gordura é  eliminada pela urina e fezes.

  "O processo leva auxílio da drenagem linfática manual, logo após a injeção e o ultrassom. Os resultados são rápidos e a paciente pode sair para trabalhar no mesmo dia”, explica a esteticista da clinica Beltà Medicina & Estética (RS), Elisabeth Correa Jacob.

Elisabeth explica que o recurso é feito em clínicas especializadas e é indicado para quem quer modelar pequenas áreas do corpo, mas não é indicado para quem busca emagrecer.