Você sabia que as brasileiras lidera o ranking mundial de cirurgias plásticas? Revelamos quais são os procedimentos mais populares tanto no Brasil quanto no mundo, confira!

Texto Luciana Hruby | Adaptação Ana Araujo

Cirurgias plásticas no Brasil e no mundo

Brasileiras lideram o ranking mundial de cirurgias plásticas

Foto: Priscila Prade

Você sabia que o Brasil é líder mundial em cirurgias plásticas, ultrapassando 2 milhões em 2013? De acordo com pesquisa encomendada pela Isaps (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética), as mais pedidas por aqui são:

lipoaspiração

aumento de mama por prótese de silicone

mamoplastia (modifica o aspecto das mamas, seja diminuindo-a ou levantando-a)

abdominoplastia (retira o excesso de pele e gordura do abdome, deixando a barriga mais uniforme)

blefaroplastia (levanta o olhar e remove as bolsas de gordura)

Já ao redor do mundo, a preferência varia. Confira o ranking de cirurgias plásticas mais procuradas pelas mulheres de cada continente, segundo Carlos Uebel, cirurgião plástico e diretor da Isaps.

Américas

Lipoaspiração e aumento das mamas são as campeãs. As norte-americanas e as canadenses recorrem às próteses de silicone ou ao enxerto de gordura para ganhar um bumbum parecido com o das brasileiras.

Europa

A correção de flacidez abdominal é uma das técnicas mais procuradas. O aumento dos seios e dos glúteos também é bastante solicitado. Sabia que as europeias preferem mamas ainda mais turbinadas que as latinas?

Oriente Médio

No topo do ranking estão as intervenções no nariz, nas pálpebras, nas mamas e no abdome – mesmo com o uso das tradicionais burcas, as mulheres desse continente também desejam curvas enxutas e modeladas.

África

Seios e glúteos mais volumosos também fazem sucesso entre as africanas. Marrocos e Egito costumam receber muitos europeus em busca de cirurgias estéticas devido ao baixo custo e aos especialistas renomados. 

Ásia

A ocidentalização do rosto é uma forte tendência. A procura por cirurgias no nariz, nas pálpebras e a colocação de próteses mamárias tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Na China, país no qual as intervenções são mais baratas, a busca pelo aumento das maçãs do rosto é grande.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 320