A mastopexia é um dos procedimentos indicados para quem quer dar aquela levantada nos seios. Saiba como ela funciona e veja detalhes sobre o pós-operatório

Texto Bárbara Rossi | Adaptação Ana Araujo

Mastopexia é indicada para levantar os seios

Mastopexia é indicada para levantar os seios

Foto: Gustavo Arrais

A flacidez dos seios pode ser causada por diferentes fatores: genética, envelhecimento, amamentação ou ganho de peso. Seja qual for a origem dela, é possível reverter o problema, levantar os seios e deixa-los mais firmes. A mastopexia é a cirurgia que reposiciona a pele e as aréolas com o objetivo de elevar as mamas até a sua posição natural. As incisões podem ser feitas em formato de T invertido, semelhante ao que é feito na mamoplastia redutora (saiba mais sobre ela clicando aqui), ou ao redor da aréola, podendo se estender verticalmente em direção à parte inferior do seio.

O procedimento

Depois de fazer as incisões, o tecido mamário extra é remodelado para levantar e dar o novo contorno aos seios. Então, as aréolas e os mamilos são reposicionados para acompanhar o novo formato. Todo o tecido extra é removido para que a flacidez suma de vez. “A mastopexia também pode ser realizada com a colocação de próteses, que deixam os seios ainda mais levantados”, explica Edmar de Fontoura, cirurgião plástico (RJ).

O pós-operatório

São indicados 15 dias de repouso, nos quais a paciente não deve mexer ou levantar muito os braços. Nesse período, o uso de sutiã pós-cirúrgico é fundamental. Se não houver complicações, após essas duas semanas, a volta ao trabalho está liberada. Atividades físicas leves só depois de 30 dias da operação.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 322