Perder uma hora pode mudar totalmente a sua rotina e o cansaço aparece com mais facilidade. Veja como driblar os efeitos do horário de verão

Horário de verão

O corpo leva cerca de 2 semanas para se adaptar ao horário de verão
Foto: Danilo Borges

No último sábado (20), perdemos uma hora do nosso dia para dar as boas vindas ao saudoso horário de verão. O problema é que o novo horário diminui uma hora do nosso dia e aumenta o cansaço e a indisposição. "Idealmente, deveríamos trazer o nosso relógio biológico aos poucos para o novo horário, de 5 a 10 minutos diariamente. Ao adiantar uma hora em nossa rotina diária abruptamente, forçamos o nosso relógio hormonal a mudar o seu funcionamento também. Este relógio também precisa de umas duas semanas para se reorganizar. O resultado disso é que na maioria das vezes, queremos ir para cama no horário que estamos acostumados, mas temos que acordar uma hora antes para iniciar o dia", conta Angela Beatriz Lana, especialista em medicina do sono.

As pessoas que menos sofrem com a mudança do horário de verão, são as que conseguem estabelecer uma rotina mais rápida de sono, alimentação e compromissos no horário novo. Essa adaptação pode começar no próprio fim de semana do adiantamento de horário.

Dicas para encarar o horário de verão

 

- Evitar abusos alimentares e de bebida alcoólica;

- Evitar cafeína e bebidas energéticas à noite. Usadas para ajudar a combater o cansaço, podem impedir a mais adaptação do nosso relógio biológico;

- Usar melatonina para reequilibrar o sono inicial;

- Não deixar de fazer o exercício físico habitual porque esta se sentindo mais cansado;

- Tentar fazer cochilos rápidos de 15 a 20 min após o almoço.