As massagens não são todas iguais. Confira a diferença entre os procedimentos de modeladora, redutora e drenagem linfática

Por Carol Salles | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



As massagens não são todas iguais. Cada uma tem sua finalidade e maneira de ser feita. Confira abaixo a diferença entre cada uma delas:

Massagem modeladora 

Os movimentos rápidos e profundos de deslizamento, amassamento, pinçamento e percussão atuam sobre a camada de gordura, facilitando sua “quebra” e eliminação.  Pode doer um pouco, mas não a ponto de deixar a pele roxa.

Massagem redutora

É praticamente igual à modeladora; no entanto é feita geralmente em locais específicos do corpo, como abdome, bumbum, pernas e braços. “Por conta da pressão, pode até gerar um leve desconforto, mas não deve ser insuportável nem deixar hematomas”, alerta Pollyanna Bianchini Teixeira, esteticista do Espaço Kurma de São Paulo (SP).

Drenagem linfática

O objetivo é estimular o sistema linfático a eliminar líquidos e toxinas, por meio de movimentos lentos, ritmados e pressão suave. “Ameniza inchaços, melhora a oxigenação celular e evita a formação de celulite”, enumera Andressa Moraes, fisioterapeuta dermatofuncional, de Pederneiras (SP).

Quer conferir mais sobre massagens? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui