A pele dessa região, fininha e frágil, fica facilmente suscetível a rugas e flacidez. Entenda a teoria dos médicos

Por Carol Sales | Foto Shutterstock | Adaptação Ana Paula Ferreira

Você sabia que o uso do celular pode envelhecer a pele do pescoço? Uma linha de médicos norte-americanos, que defende a teoria, até batizou o fenômeno: tech neck (algo como “pescoço tecnológico”). Isso pode vir a acontecer porque a pele dessa região, fininha e frágil, fica suscetível a rugas e flacidez pelo constante movimento para baixo que fazemos com a cabeça ao usar aparelhos como tablets e celulares. “Por enquanto, isso é uma suposição, não há comprovação científica. De qualquer forma, é indicado tentar manter a cabeça não muito abaixada nesses momentos, já que é constante o uso”, diz Cristiano Kakihara, dermatologista de São Paulo (SP). 

Realidade ou exagero, o fato é que a região geralmente é esquecida na rotina de cuidados diários com a beleza. Que tal começar a prestar atenção nela? Os consultórios dermatológicos oferecem tratamentos como aplicações de toxina botulínica, que relaxa a musculatura e diminui os vincos; e injeções com substâncias hidratantes, que melhoram a elasticidade e estimulam a produção de colágeno e elastina (que sustentam a pele). Em casa, cremes com antioxidantes e ativos anti-idade, como as sugestões abaixo, também ajudam.

1. Creme Hidratante Anti-Idade para Colo e Pescoço, Anna Pegova, R$ 201: Além de hidratar, tem ação tonificante e firmadora.

2. Renew Clinical Infi nite Lift Creme Facial Efeito Lifting Para Rosto e Pescoço, Avon, R$ 76: Estimula a produção de proteínas responsáveis por levantar, firmar, preencher e dar volume à pele.

3. Ideal Body Gel Crème Anti-Idade para Pescoço, Colo e Mãos, Vichy, R$ 80: Com ácido hialurônico e vitamina C, ajuda a reduzir a aparência das linhas finas.