Se não deu para escapar das queimaduras de sol, mesmo sabendo da importância de usar o filtro solar sempre, veja como recuperar a pele e diminuir a ardência e vermelhidão

Reportagem: Carla Festucci

cuidado com a exposicao solar para nao ficar com a pele queimada, vermelha e ardendo...

A exposição solar deve ser evitada entre 10 e 16 horas, além de o uso do filtro solar ser obrigatório

Foto: Danilo Borges

Apesar de saber que o uso do filtro solar deve ser diário e que na praia ou piscina, quando a exposição é maior, o cuidado tem de ser redobrado, às vezes não tem jeito: por descuido ou teimosia acabamos não escapando da vermelhidão ardência das queimaduras de sol.

"Quando o assunto é esse, devemos falar primeiramente em prevenção, pois os efeitos maléficos da radiação - que levam ao desenvolvimento do câncer de pele e ao envelhecimento cutâneo - não serão amenizados com o tratamento da queimadura solar", alerta o Dr. João Paulo Niemeyer, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (Regional do Rio de Janeiro).

Segundo o médico, as medidas preventivas devem ser sempre salientadas, tais como o uso adequado do protetor solar, chapéus e óculos de sol como métodos de barreira, bem como evitar a exposição nos horários entre 10 e 16 horas (ou, no horário de verão, entre 11 e 17 horas).

Mas, se em você o mal já está feito e sua pele está agora bem semelhante à de um camarão, prometa a si mesma que isso não voltará a acontecer e tome nota das dicas que a Corpo a Corpo preparou para diminuir a sensação incômoda de ardência, coceira e também o vermelhão. Hidratação já!