Já conhecido pelo tratamento de espinhas e dermatite seborreica, o ácido salicílico vem se mostrando promissor no combate ao envelhecimento da pele. Saiba mais!

Texto Karina Hollo | Adaptação Ana Araujo

Ácido salicílico contra acne e envelhecimento da pele

Ácido salicílico é arma contra acne e envelhecimento da pele

Foto: Shutterstock

O ácido salicílico é um beta-hidroxiácido usado como coadjuvante no tratamento das espinhas e da dermatite seborreica. “Ele tem uma particularidade: penetra bem na glândula sebácea e justamente por isso é usado para cuidar da acne”, fala o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo. O bom é que pode ser incluído na fórmula de sabonetes, loções adstringentes... “Nos últimos congressos de Dermatologia, muitos trabalhos demonstraram que o ácido salicílico é a próxima geração de produtos para o tratamento do envelhecimento da pele. Ele melhora a aparência da pele envelhecida pelos efeitos do sol com baixa irritação quando comparado com o ácido glicólico, por exemplo. E faz esfoliação e renovação de todo o extrato córneo. Sem falar da função antimicrobiana e anti-inflamatória”, completa a dermatologista Claudia Marçal, de Campinas.

Porém, seu uso merece cuidados. “Como ele possui ação queratolítica (afina a pele e diminui a oleosidade local), deve ser usado somente à noite, porque pode queimar se aplicado durante o dia”, alerta a dermatologista Denise Lage, de São Paulo.

Experimente: Gel Creme Acne, Buona Vita R$ 80. Um secativo com ácido salicílico e zinco que combate espinhas e cravos. Uniformiza o tom da pele, inibe o surgimento de manchas e de cicatrizes.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 327

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título