Temperaturas muito altas — acima de 37°C, que é a média do corpo — também estimulam a produção de melanina. Saiba como é possível evitar o aparecimento de manchas na pele nesta situação!

Por Mayara Neves | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Se você pensa que é apenas o sol que causa marcas na sua pele, se enganou. Expor-se a temperaturas muito altas — acima de 37°C, que é a média do corpo — estimula a produção de melanina também. “Nesses casos, o estímulo é o mesmo de quando nos expomos ao sol: pele mais escura e, quando propensa, com mais manchas. Isso agrava, inclusive, quem sofre com melasma”, explica Carla Vidal, dermatologista, de São Paulo (SP). 

Por isso, o protetor solar é item obrigatório até mesmo em casa e em atividades realizadas em ambientes fechados, como aulas de spinning ou de hot yoga, por exemplo. Além de tudo, o calor desidrata o organismo e a tez, em uma tentativa de equilibrar a temperatura do corpo. 

Em situações assim, é necessário um cuidado dobrado com a hidratação e beber, ao menos, dois litros de água por dia. Uma cútis desidratada fica sem vida, com aspecto ressecado e, nos piores casos, com rachaduras.

Quer conferir mais cuidados com a pele? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!