Confira os cuidados necessários com os olhos para prevenir doenças

Texto Romulo Osthues | Edição Cáren Nakashima  | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar

Olhos

Observar os olhos ajuda a prevenir doenças

Foto: Danilo Borges

Autoexame: foco no olhar, alerta alterações inesperadas

De acordo com Arnaldo Gesuele, chefe do serviço de oftalmologia do Hospital da Beneficência Portuguesa (SP), é muito importante estar atento a doenças dos olhos que não se manifestam com sinais óbvios. Portanto, visitas anuais ao oftalmologista favorecem o diagnóstico precoce de catarata, glaucoma e dos agravamentos que o diabetes pode trazer. A partir dos 40 anos de idade, aumente a frequência ao consultório desse especialista.

É bom saber: algumas escleras (a parte branca dos olhos) são mais pigmentadas ou com pequenas manchinhas, o que não significa uma doença em si, mas uma marca registrada da pessoa. Olhos ressecados estão, normalmente, associados à síndrome dos olhos secos, que ocorre em função de alterações hormonais momentâneas ou perenes. Nesses casos, é preciso usar somente colírios lubrificantes e nunca se automedicar, principalmente com formulações com cortisona – ela é capaz de mascarar uma doença mais importante.

O que fazer: pegue um espelho e observe o que sua esclera tem a lhe mostrar. Se está vermelha, há chances de ser uma conjuntivite (de causa viral, bacteriana ou alérgica), que tem fácil tratamento. A vermelhidão decorre da dilatação dos vasos sanguíneos nessa área dos olhos. Além da aparência, a conjuntivite costuma incomodar pela secreção amarelada, que pode vir acompanhada de coceira.

*Lembre-se: pelo bem da sua saúde, é imprescindível a opinião de um médico para a realização do diagnóstico preciso

Revista Corpo a Corpo | Ed. 311