Profissional indicou como ficar atenta aos erros na hora de fazer as sobrancelhas. Confira!

Por Victoria Bassi e Juliana Vaz | Adaptação Ana Paula Ferreira

Gigi Hadid: o ícone de sobrancelhas poderosas

Foto Getty Images

Entre tantos modelos e formatos, a sobrancelha arqueada tornou-se a queridinha das mulheres – quase um padrão universal. Mas a visagista Tatiana Donadio, do Studio W Aphaville (SP), explica que é essencial respeitar sua individualidade. Por exemplo, avaliar o tamanho dos olhos e o espaço entre a pálpebra e a sobrancelha é chave para definir o design que vai favorecer seu rosto. Ela indica, ainda, os equívocos mais comuns, mas que você pode evitar:

Proporção – Siga a regra: olhos pequenos com sobrancelhas pequenas; olhos grandes com sobrancelhas maiores. Um arco grosso pode deixar o olhar menor e vice-versa.

Remoção – Afinar ou arquear demais, descolorir os fios e usar cera na depilação são os maiores inimigos de uma sobrancelha bonita. O melhor a fazer é preservar os fios e sempre usar a pinça.

Desarmonia – Lembre-se que a função do desenho dos fios é levantar o olhar e dar a impressão de rosto limpo. A escolha errada pode conferir uma expressão de tristeza, arrogância e até deixá-la com aspecto envelhecido.

Cor – O tom dos fios deve ser o mesmo ou até dois acima do da sobrancelha natural. Evite clareá-las, o que pode resultar em aparência bem artificial.

A vez da micropigmentação

Cada vez mais mulheres recorrerem à técnica para corrigir falhas nos pelinhos da sobrancelha. Raphaella Bahia, especialista da FR Microcenter, conta que a micropigmentação é uma ótima ferramenta: dura de seis meses a um ano, redesenha o arco perfeito para o seu rosto e possui uma variedade de técnicas para conseguir um resultado natural. A ombré, por exemplo, escurece os fios dando a impressão de sobrancelha mais arqueada; a fio a fio 3D, confere mais volume.

Quer conferir mais dicas de beleza? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!