Alguns pratos e bebidas que costumamos consumir nas ceias de Natal e Ano Novo podem colocar a dieta em risco. Saiba porque e confira opções para substituí-los!

Por Ana Paula Ferreira | Foto Shutterstock



As ceias de Natal e Ano Novo são verdadeiras perdições, cheias de pratos deliciosos que podem colocar qualquer dieta em risco – sem falar nas bebidas alcoólicas que, entre um brinde e outro, acabam muitas vezes prejudicando a alimentação saudável.

Se você não quer começar o ano com arrependimentos, a dica é saber apostar nas opções corretas. A seguir, Paula Vasconcelos, nutróloga do Espaço Volpi, em São Paulo, listou quais são os vilões das ceias e como substituí-los por versões mais saudáveis:

1. Tender

Entre todas as carnes, incluindo o lombo e o pernil, é a mais calórica (tem até 196 calorias em 100g). Prefira as mais magras como peru (93 calorias em 100g) e chester (120 em 100g). “Lembre-se, no entanto, de tirar a pele antes de consumir essas carnes, pois é ali que se concentra mais gordura”, ressalta Paula. 

2. Farofa

Fonte de carboidrato refinado por excelência, geralmente acompanhada de gordura, presente em itens como bacon e embutidos. Melhor servir as carnes magras de sua ceia acompanhadas de arroz integral com castanhas, que além de proporcionarem mais saciedade, são fontes de gorduras saudáveis.

3. Rabanada

O doce concentra os nutrientes que mais engordam: carboidratos (principalmente açúcar) e gordura – uma unidade tem 229 calorias! O mesmo se aplica às sobremesas cremosas, caso de pavês e pudins. Uma fatia de 100g de pudim de leite tem cerca de 200 calorias. Prefira como sobremesa as frutas da estação, caso da nectarina, da cereja e da uva, que são muito pouco calóricas e ricas em fibras e antioxidantes que protegem o organismo. Um cacho médio de uva, por exemplo, tem cerca de 100 calorias.  

4. Chocotone

Esse e outros tradicionais bolos de Natal também são verdadeiras bombas calóricas. Um pedaço de 80g pode chegar a 330 calorias. Se você faz questão desse tipo de bolo, prefira os panetones tradicionais que levam frutas cristalizadas. Eles são menos calóricos e contém mais fibras, essenciais para o bom funcionamento do intestino. Uma fatia de 80g tem, em média, 250 calorias. “Há, ainda, as versões light dos panetones tradicionais, que têm uma redução de até 30% das calorias em relação aos mesmos produtos afins”, diz a nutróloga.  

5. Destilados

Evite bebidas como vodca ou uísque que têm 40% de teor alcoólico. O mesmo se aplica aos coquetéis que levam essas bebidas. Fique sabendo que 1g de álcool tem 7 calorias – mais que 1g de açúcar, que possui 4 calorias! Portanto, é recomendado, no mínimo, evitar o excesso de destilados ou optar por doses moderadas de vinho tinto ou seco, que possuem, em média, 12% de álcool e não contém açúcar. Outra opção é beber o tradicional champanhe que, apesar de ser mais doce, tem menor teor alcoólico (11% de álcool em uma taça).