Esse queridinho injustiçado vai ajudá-la a eliminar da balança até 5 quilos, além de garantir saciedade para o dia todo, energia de sobra para o treino e noites bem-dormidas

Por Caroline Randmer | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Ele muitas vezes é visto como o vilão das dietas, mas a verdade é que essa fama passa bem longe da realidade. O consumo de carboidrato é essencial para o corpo, pois nutre nossas células e faz com que nosso organismo funcione melhor. Assim, nossos mecanismos internos intensificam suas atividades, e quem acaba indo embora mais rápido é a gordurinha extra. E isso vale tanto para o consumo do carboidrato durante o dia quanto durante a noite. Isso mesmo. Comer carbo à noite, ao contrário do que você provavelmente já ouviu falar por aí, ajuda a emagrecer. “Existe muita gente que acredita que cortá-lo do cardápio, em especial depois das 18h, é o segredo para a perda de peso”, conta Elaine de Pádua, nutricionista da DNA Nutri, de São Paulo (SP).  

Acontece que isso não passa de um mito, pois não existe embasamento científico que comprove a eficácia da tática. “Aliás, o período da noite é o momento ideal para se comer carboidrato. Isso porque, depois que escurece, nossos níveis de insulina caem. Então temos a madrugada toda para regular a quantidade desse hormônio circulante no corpo. Se você deixa para consumir o carboidrato de manhã, quando nosso nível de insulina já está alto, isso só estimula o corpo a liberar mais e mais hormônios, favorecendo o armazenamento de gordura”, esclarece Mariana Gonzales Neri, nutricionista da Estima Nutrição, de São Paulo (SP).

Vale qualquer tipo?

Não. Se você se esbaldar em carboidratos simples — aqueles encontrados em doces, açúcar, bolachas, arroz branco etc. —, aí o tiro vai sair pela culatra e você vai ver os ponteiros da balança disparando a cada semana. “A chave para o sucesso é apostar nos complexos, de lenta absorção, para controlar a compulsão alimentar, em especial por doces”, explica a especialista.  

Outra regra da dieta — e muito importante — diz respeito aos horários mais adequados em que a substância deve ser consumida, afinal, não dá para comer carboidrato o dia inteiro e esperar que a calça jeans feche sem problemas. “O ideal seria concentrar porções moderadas de alimentos ricos no macronutriente nos lanches intermediários, antes do treino e no jantar”, diz Mariana Neri.

O carbo no lanche garante mais saciedade até a próxima refeição. Já antes do treino, fornece energia de sobra para você torrar todas aquelas calorias indesejadas. “E no jantar, além de controlar os níveis de insulina, ele também intensifica a liberação de melatonina, o que melhora, e muito, a qualidade do sono”, complementa a nutricionista.

Não acabou por aqui, não! Se você quer conferir o cardápio completo para emagrecer comendo carbo à noite, basta garantir a edição 344 da Corpo a Corpo! Então corra para a banca ou adquira a sua CORPO aqui → https://goo.gl/MPqrK5