Reprogramar a mente para evitar que sentimentos e emoções ruins façam você recorrer à comida é o segredo para emagrecer. Aprenda a controlar o poder da mente e pensar magro

Reportagem: Fernanda Cury

Emagrecer com o poder da mente

Cuidar da mente é o primeiro passo para cuidar do corpo
Foto: Danilo Borges

Controlar o poder da mente é o segredo para emagrecer. Sentimentos como tristeza, ansiedade, medo e baixa autoestima estão entre os vilões do excesso de peso. Segundo o neuropsiquiatra Sidney Chioro (SP), 95% das mulheres saudáveis encontram na comida uma fuga ou compensação para suprir emoções ruins. Assim, acabam engordando.

Se você faz parte desse grupo, nada de desânimo ou desespero. O segredo para dar adeus aos quilos extras e conquistar o corpo que tanto deseja é reprogramar a sua mente. Pronta para assumir o comando?



Mude sua forma de pensar e perca peso já!

O ser humano nasceu para ser magro, mas as conexões cerebrais incorretas nos levam a engordar. Sidney Chioro aposta em recursos que atuam no sistema neurológico para auxiliar no emagrecimento. "Quando uma criança não consegue fazer xixi, a mãe abre a torneira do banheiro. Ao ver a água jorrando, ela urina. Isso porque o fluxo ativa no cérebro o comando que aciona a bexiga. Da mesma forma, imagens, cenas e sons podem fortalecer atitudes e comportamentos que emagrecem", afirma. Quer usar a força do pensamento a seu favor? Selecionamos dicas e conselhos preciosos. Confira!

Admire-se

Se você tem as pernas grossas e é baixinha, pare de sonhar em ter um corpo esguio e enxuto. Valorize suas qualidades. "Livre da pressão por um padrão que não pode alcançar, a ansiedade e a pressão diminuem e fica mais fácil emagrecer", explica Maura de Albanesi, psicóloga, especialista em neurolinguística e presidente do Núcleo Renascimento (SP).

Se alimente por fome, não por gula

Nem pense em raspar o prato ou a panela só para não sobrar comida, quando já estiver satisfeita. Você não deve comer por gula. Da próxima vez, é melhor cozinhar porções menores para nem correr esse risco.

Acredite na força das palavras

Atente-se ao que você pensa ou fala para não passar uma mensagem errada à sua mente. "A palavra dieta, por exemplo, nos faz pensar em privação. Para driblar o problema, diga que você adotou uma maneira mais saudável de se alimentar", aconselha Márcia Yamamura. Quer outro exemplo? Evite a expressão "perder quilos". Essa afirmação conota que você irá recuperá-los algum dia. E não é isso que você quer, certo? Pense que vai eliminá-los, de vez.

Coma de tudo, em poucas quantidades

Repita diariamente o seguinte mantra: posso comer de tudo, me satisfaço com pouco. "Quem está acima do peso costuma carregar cobranças como: 'não posso comer' ou 'comi e por isso vou engordar'. Esses pensamentos disparam a ansiedade e atrapalham a perda de peso", alerta Márcia Yamamura, médica chefe do setor de acupuntura da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Coma devagar, sem pressa

Em vez de encher o prato, coloque menos comida e se alimente com calma. Terminou? Espere quatro minutos antes de se servir de novo. "Esse é o tempo que o cérebro precisa para distinguir entre a fome real e a vontade de comer", observa Walkyria Coelho, psicoterapeuta e instrutora do curso Spa Mental, da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL).
 

Não passe vontade

"Quando você agride seu corpo, ele reage acumulando gordura", ressalta Walkyria Coelho. Por isso, fazer privações é uma forma de violência. Então, se permita esse prazer, vez ou outra. Mas nada de exagerar na dose, hein?