Que atire a primeira pedra quem nunca quis saborear uma bala, um bombom ou uma colher de doce de leite depois do almoço. Saiba como é possível controlar essa vontade

Por Caroline Randmer | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Quem nunca sentiu vontade de saborear uma bala, um bombom ou uma colher de doce de leite depois do almoço que atire a primeira pedra. Pois saiba que isso é normal. "Assim que terminamos uma refeição pesada, rica em carboidratos, muitos de nós temos o que chamamos de hipoglicemia reativa, um estado de baixa de açúcar no sangue, consequência de uma liberação excessiva de insulina. Quando isso acontece, o cérebro aciona a necessidade de glicose na corrente sanguínea e aí aparece o desejo do famoso docinho", explica Ana Paula Gonçalves da Silva, nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, em São Paulo (SP). 

O segredo está em não exagerar, afinal, nosso corpo precisa de quantidades moderadas de açúcar para funcionar bem: a glicose gera uma sensação de felicidade e funciona como uma defesa contra o estresse. "Isso ocorre porque ela mexe com neurotransmissores ligados a esse sentimento", explica. 

Para não perder a linha na hora da sobremesa e controlar a vontade de comer doces, siga essas três dicas:

Vá devagar: se você consome doces diariamente, mais de uma vez por dia, não precisa parar, apenas diminuir a frequência. 

Faça substituições no cardápio: opte pelo açúcar natural encontrado em frutas.

Teste outras opções para adoçar: use açúcar mascavo, melado de cana ou mel no lugar do açúcar branco.

Quer conferir mais sobre dieta? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!