Se você já ouviu falar na dieta cetogênica, mas ainda tem dúvidas sobre ela, confira esses 6 mitos e verdades esclarecedores!

Por Caroline Randmer | Foto Getty Images | Adaptação Ana Paula Ferreira



A dieta cetogênica tem sido muito falada ultimamente, e assim como qualquer assunto em foco, gera muitas dúvidas. Com a ajuda de Rodrigo Polesso, especialista em nutrição otimizada para saúde e bem-estar pela Universidade Estadual de San Diego, nos Estados Unidos, listamos três mitos e três verdades sobre a dieta que está na boca (e na mesa) do povo:

1. Basta consumir proteínas

Mito. Na verdade, você não deve exagerar no consumo do macronutriente. Apesar de exigir uma presença grande de carnes, ovos, peixes, laticínios integrais e frutos do mar, a dieta cetogênica também conta com a presença de alimentos como legumes e frutas de baixo índice glicêmico, folhas, nozes e castanhas, manteiga, gorduras de boa qualidade e bebidas como café e chá.

2. Qualquer pessoa pode colocar em prática

Verdade. Não há qualquer tipo de restrição quanto à dieta cetogênica. Ela é indicada, inclusive, para quem quer perder peso rápido, quem quer controlar os níveis de açúcar circulante no sangue e quem sofre com problemas relacionados à síndrome metabólica.

3. A dieta pede pela eliminação total do carboidrato

Mito. É liberado o consumo de até 20 gramas de carboidratos por dia, que devem vir de verduras, legumes e frutas. Essa quantidade garante que o corpo entre e continue em estado de cetose, que é quando o organismo começa a usar a gordura estocada como fonte de energia.

4. Não existe risco de ter cetoacidose 

Verdade. Há quem tenha medo do excesso de corpos cetônicos que essa dieta pode produzir — o que poderia levar à hipoglicemia. Mas o especialista garante que os que não são utilizados pelo organismo, são eliminados pela urina.

5. O método é complexo de ser seguido

Mito. De forma geral, a dieta é bem simples: basta restringir o consumo de carboidratos, alimentos industrializados e refinados.  Ainda assim é importante ter o aval de um profissional.

6. É necessário esperar o corpo se acostumar

Verdade. O organismo precisa de um período de adaptação quando mudanças bruscas são feitas na dieta. É possível que você tenha alguns efeitos colaterais nas primeiras semanas, como falta de energia, tontura e enjoos.

Quer conferir mais sobre dieta e alimentação? Então, corra para as bancas ou garanta a sua aqui!