Se você também sofre com a vontade de comer tudo que vê pela frente nos dias mais frios, aposte nestas dicas para salvar sua dieta!

Por Ana Paula Ferreira | Foto Shutterstock

Aquela vontade de comer tudo que se vê pela frente toma conta de você durante o inverno? Fique calma, isso não acontece só com você! Estudos comprovam que em dias mais frios as pessoas costumam sim comer mais. Como consequência tem-se o ganho de peso de meio até um quilo. Parece pouco? De acordo com Paula Pires, endocrinologista da Clinica Essenza, de São Paulo, explica que o fato é uma das hipóteses para ganho de peso progressivo e significativo – a cada inverno a pessoa ganha 1 kg, ou seja, 10 kg após 10 anos. Sendo assim, a maioria das pessoas com 50 anos estão de 10 a 15 kg acima do peso comparado a quando eram mais jovens.

Nós sabemos que controlar a fome nos dias mais frios não é uma tarefa fácil. Por isso, Paula listou 5 dicas eficientes que podem ajudar!

1. Não precisa radicalizar e se privar totalmente das comidas que você ama, basta planejar. Entre as refeições tente comer algum petisco rico em fibra e em proteína (fatia de queijo branco com uma fatia de pão integral). Petiscos saudáveis entre as refeições ajudam o corpo a manter-se aquecido.

2. Se a compulsão for por carboidratos, a dica é tentar sempre combiná-los com uma proteína. Ao invés de comer grande quantidade de macarronada com queijo amarelo, coma metade com um pedaço de frango ou carne magra mais salada de abobrinha quente (acompanhamento). Isso vai ajudar a melhorar a saciedade.

3. Não deixe de praticar atividade física no inverno! Paula explica que os exercícios são importantes não somente para queimar calorias, mas também para manter o nível de serotonina adequado nesta época do ano.

4. Procure exposição solar sempre que possível, pois 15 minutos de sol na região do antebraço por dia já são suficientes para manter um nível adequado de vitamina D e serotonina.

5. Não faça “estoque” de alimentos gordurosos em casa durante essa estação. “É muita tentação, então, tente não deixar muitos doces a vista”, indica a endocrinologista.