O número de benefícios do suco verde é equivalente à quantidade de dúvidas que ele levanta. Duas especialistas elucidam as questões mais comuns para você curtir a bebida sem erros

Texto Ana Araujo

Suco verde funciona?

Suco verde funciona? Para essas especialistas, sim!

Foto: Shutterstock

 

Com todo o bafafá em torno da bebida queridinha das dietas, eis que surge a questão: será que o suco verde funciona? Segundo especialistas, sim! E seus benefícios não são poucos: ajuda no funcionamento do intestino graças à riqueza em fibras, possui ação anti-inflamatória e antioxidante, traz as vitaminas A, C, ácido fólico (B9) e K e os minerais cálcio, magnésio e ferro, dá saciedade, ajuda a emagrecer e a limpar o organismo (ufa!).

Aproveitar essas benesses depende do cuidado na hora de preparar, sendo fundamental usar ingredientes preferencialmente crus e após a higienização.

A seguir, duas especialistas tiram as dúvidas mais comuns quando o assunto é suco verde, confira!

O melhor horário para ingerir o suco verde é de manhã? Verdade.

Essa bebida estimula o sistema imunológico e a produção de insulina o que, na prática, equilibra a fome e dá energia para encarar a rotina – e todos esses benefícios são muitíssimo bem-vindos para começar o dia com o pé direito. Além disso, é neste horário que o corpo está eliminando as toxinas, o que potencializa o efeito detox. “Para aproveitar ainda mais, experimente esperar cerca de 30 minutos antes de comer outros alimentos”, acrescenta Talitta Maciel, nutricionista do Espaço Reeducação Alimentar (SP).

É preciso beber suco verde em jejum? Depende.

Consumi-lo em jejum, de fato, é a melhor opção. “Após horas sem consumir nada, o organismo está aguardando pela chegada de alimentos, o que facilita a absorção dos nutrientes do suco”, justifica Sara Bragança, médica especializada em Terapia Ortomolecular (RJ). Porém, isso não significa que ele não possa ser ingerido nas demais horas do dia.

É melhor bebê-lo sem coar? Verdade.

Dessa maneira, você aproveita ao máximo as fibras dos ingredientes, aumentando a saciedade.

O suco verde promove detox no organismo? Verdade.

Ele dá aquela força para o fígado na hora de eliminar toxinas do corpo graças aos glicosinolatos, substâncias de ação desintoxicante presentes na couve e outros vegetais verde-escuros. O suco verde, ainda, é rico em vitamina C, antioxidante que combate os radicais livres, ajudando até mesmo na eliminação de substâncias que poderiam proporcionar crescimento de células cancerígenas.

O suco verde ajuda a emagrecer. Verdade.

Mas só ajuda, ok? Para eliminar os quilinhos de verdade, é preciso gastar mais calorias do que se consome. Aqui, ele pode agir de duas maneiras: em primeiro lugar, geralmente, a receita da bebida leva gengibre, que é termogênico e, portanto, leva o corpo a elevar o consumo calórico; por último, ao auxiliar na faxina nas toxinas, o suco verde também acaba ajudando o organismo a trabalhar melhor e eliminar mais gordura. Contudo, é importante saber que, para que tudo isso aconteça, é preciso ter uma alimentação equilibrada.

 

Tudo bem substituir uma refeição pelo suco verde? Mito.

Não faça isso! Mesmo com toda sua riqueza em nutrientes, ele não possui quantidades significativas de proteínas e gorduras boas, fundamentais para o bom funcionamento do organismo. A substituição traz uma série de prejuízos, como perda de massa magra, tonturas, desmaios e até mesmo um quadro de desnutrição.

Congelar os ingredientes leva à perda de nutrientes? Verdade.

Assim que expostos ao ar, os nutrientes passam a perder suas propriedades graças à oxidação. Por isso, o ideal é tomar o suco verde logo após o preparo. Mas, se o tempo anda escasso para fazer uma bebida fresquinha todos os dias, tudo bem recorrer ao freezer, desde que siga alguns cuidados – afinal, é melhor consumir congelado do que não fazê-lo, não é mesmo? “Vale fazer cubinhos verdes com as folhas e até mesmo congelar o suco pronto, mas o processo deve ser bem rápido para que não haja maior perda de nutrientes”, ensina Talitta Maciel.

Tomar suco verde todos os dias pode causar problemas de saúde? Mito.

Desde que você diversifique os ingredientes (e não se encaixe em nenhuma das contraindicações a seguir), tudo bem se deliciar com um copo de 250 ml a 300 ml. Assim, além de não cair na monotonia, você variará os nutrientes ingeridos.

Nem todas pessoas podem beber suco verde. Verdade.

Quem tem problemas de tireoide ou histórico familiar da doença deve limitar o consumo a duas vezes por semana. “Quando consumidas cruas com frequência, folhas verde-escuras, como a couve, atrapalham a absorção de iodo, mineral essencial na produção dos hormônios da tireoide”, justifica Talitta Maciel.