A solução para blindar o seu corpo está mais perto do que imagina: na feira. As frutas vermelhas e arroxeadas, ricas em vitamina C, são tudo o que você precisa nesta estação

Texto Thaís Ferreira | Edição Isabela Leal | Foto Shutterstock | Adaptação Web Ana Paula Ferreira

A chegada do inverno coincide com a época do morango!  Mas nem só dessa delícia se vive na temporada.  Há um arsenal de frutas de tons rubros como ela que, embora às vezes menos cortejadas à mesa,  são igualmente abastecidas de vitamina C. Para acertar em cheio nas compras, vá pela cor da casca das parentas do morango: quanto mais intensa, mais poderosa é. Os pigmentos não só tingem esses alimentos da fruteira, como reforçam o poder antioxidante deles. Devore-os, com casca e tudo!

Prevenção no hortifruti

Foi-se o tempo em que vitamina C era sinônimo só de laranja. O grupo das amoras, framboesas e até da exótica cranberry ostenta suas reservas do nutriente. E razões para o cobiçarmos não faltam. Para começar, é popular por agir na proliferação dos glóbulos brancos do sangue (linfócitos), turbinando a resposta imunológica quando a resistência deixa a desejar. “Melhora a capacidade de defesa contra infecções, proliferação das células tumorais e controle de processos alérgicos”, enumera Elaine Rocha de Pádua, nutricionista e diretora da DNA Nutri, de São Paulo (SP). Ela ajuda, ainda, na absorção do ferro, importante para a ação dos glóbulos vermelhos, que garantem oxigênio para que todas as outras células aguentem firmes e fortes. Até para quem vive à beira de um ataque de nervos a tal vitamina funciona como antídoto.

Com saúde não se brinca

Para aproveitar esse combo de benefícios, os especialistas fazem coro ao recomendar ingestão diária de 75 mg para as mulheres. Para se ter ideia do que esse número significa, saiba que uma xícara (chá)  de acerola, um copo (200 ml) de suco de cranberry ou dez morangos atingem 100% da cota do dia.  Fumantes, porém, precisam de um reforço, pois o cigarro rouba o nutriente do corpo. Por isso, devem ser acrescentados mais 35 mg por dia — ou, melhor ainda, deixar de fumar. Não abastecer o organismo devidamente com o nutriente pode levar a sintomas pouco desejáveis. “Os sinais são lesões e manchas na pele, fadiga, além de fraqueza muscular”, enumera Lara Natacci Cunha, especialista em nutrição clínica funcional, de São Paulo (SP).

Monte um mix com essas estrelas vermelhas para garantir sua dose diária de vitamina c:

Cereja

Bagagem nutricional: vitaminas A, B e C, proteínas, cálcio e ferro.  Se consumida fresca, é parceira da digestão e tem poder diurético. 
Cota diária: 15 xícaras (chá).
Truque de mestre: escolha as frutas bem redondinhas e firmes, ainda com seus cabinhos verdes.  Por serem perecíveis, devem ser armazenadas na geladeira.

Framboesa

Bagagem nutricional: vitamina C, antioxidantes e fibras. É boa fonte alimentar para reforçar o sistema imunológico contra gripes, além de ser desintoxicante.
Cota diária: 20 unidades.
Truque de mestre: compre-as não muito maduras e firmes. Por serem bastante perecíveis, reduza o tempo de permanência sob refrigeração.

Morango

Bagagem nutricional: vitaminas A, B e C, carboidratos, cálcio e ferro. É estimulante do apetite, diurético e alcalinizante dos ácidos do estômago.
Cota diária: dez unidades.
Truque de mestre: escolha os de cheiro doce, nem duros nem macios. Guarde-os na geladeira sem lavar sobre papel toalha, que absorve a umidade.

Não acabou por aqui, não! Se você quer conferir quais são as outras frutas vermelhar e seus benefícios, basta garantir a edição 342 da Corpo a Corpo! Então corra para a banca ou adquira a sua CORPO aqui → https://goo.gl/fQncVZ