Alguns cuidados são essenciais para evitar gastrite. Por isso, fique atenta às recomendações de prevenção do especialista. Confira!

Por Kelly Miyazato

Prevenção é a melhor forma de evitar gastrite
Foto: Danilo Borges

A prevenção da gastrite, com condições de higiene e sanitárias adequadas, também é uma ótima aliada. Segundo Sérgio Barrichello – gastroenterologista, médico endoscopista, especialista em emagrecimento e cirurgião geral da Clínica Healthme, além de uma dieta alimentar saudável e equilibrada, prática indicada para qualquer pessoa, tendo ou não a bactéria.

Confira as recomendações de Sérgio Barrichello para prevenir a doença inflamatória:

1. Uma dieta saudável inclui verduras, legumes e frutas e é pobre em gorduras;

2. Cafeína, álcool, condimentos ácidos e picantes estimulam a produção ácido-gástrica;

3. A pressa é inimiga da boa digestão. Faça no mínimo três refeições ao dia em ambiente tranquilo, não exagere na quantidade e mastigue bem os alimentos;

4. Temperaturas extremas (muito quente ou muito gelada) devem ser evitadas, pois promovem congestão da mucosa gástrica com aumento da secreção ácida e retardo do esvaziamento gástrico;

5.  Beba líquidos com frequência, exceto nos horários das refeições;

6.  Quem está passando pelo tratamento da bactéria, deve evitar alguns alimentos:

- Café, chá mate, chá preto e chocolate em excesso;
- Bebidas alcoólicas, gaseificadas, refrigerantes e sucos artificiais;
- Frutas ácidas (laranja-pera, abacaxi, caju, maracujá, limão, etc);
- Doces concentrados (goiabada, marmelada, leite condensado, chocolate, cremes, chantily, etc);
- Frituras em geral;       
- Temperos, molhos e condimentos ácidos ou picantes;
- Frios (mortadela, queijo prato e mussarela, presunto, lombo defumado, etc);
- Embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, salame, etc).

 

*Agradecimentos ao Sérgio Barrichello – gastroenterologista, médico endoscopista, especialista em emagrecimento e cirurgião geral da Clínica Healthme.