Você sabia que as sementes são cheias de nutrientes importantes e podem ser utilizadas na alimentação? Confira 8 tipos para você aproveitar todos os benefícios!

Por Rita Santander | Foto Shutterstock | Adaptação Ana Paula Ferreira



As sementes normalmente acabam indo para o lixo pois não sabemos que são cheias de nutrientes importantes e podem ser utilizadas na alimentação. A nutricionista Priscila Amadio, da Clínica Chiquetá, de São Paulo, ensina como podemos aproveitar oito tipos: 

1. Mamão

São ricas em papaína, uma enzima capaz de livrar nosso corpo de parasitas, e em fibrina, uma substância que ajuda a regular a circulação sanguínea. Por ter um sabor um pouco amargo, pode ser adicionado em vitaminas ou sucos. 1 col. (sopa) por dia é a recomendação.

2. Mostarda

O alto teor de fibra dessa semente a faz digna de estar presente na sua dieta, pois previne a constipação intestinal. Seus fitonutrientes previnem ainda o câncer gastrointestinal. Adicione em sopas e saladas 1 col. (chá) ao dia.

3. Caju

Seus antioxidantes ajudam a proteger as células do envelhecimento, mantendo a aparência jovem por mais tempo. O indicado é consumir entre três e cinco unidades por dia em lanches intermediários, em iogurtes e saladas.

4. Maracujá

Assim como a casca, as sementes da fruta são ricas em pectina, uma fibra que auxilia na saciedade, utilizada para a perda de peso. Consuma 1 col. (chá)  nas principais refeições para ter mais saciedade.

5. Abóbora

São ricas em magnésio, potássio e zinco, que ajudam a melhorar o sistema imunológico. Podem ser consumidas cruas, torradas ou em saladas, iogurtes ou em sopas para dar crocância. Não use mais que três colheres de sopa ao dia.

6. Melancia

Apresentam compostos que estimulam o sistema renal a fim de eliminar o excesso de líquidos do corpo. Lave bem e torre em forno caseiro por cerca de 15 minutos em temperatura média. Coloque na salada verde ou no iogurte.

7. Baru

Seu sabor é semelhante ao amendoim e tem poder afrodisíaco. Pode ser consumida torrada, na forma de óleo, farinha ou, ainda, incrementar receitas substituindo o amendoim, amêndoas, castanha de caju ou nozes, como no molho pesto.

8. Girassol

Embora essa semente venha de uma flor e não de um alimento, ela é uma excelente fonte de vitamina E. Você pode consumir até ½ xícara de chá por dia crua ou torrada, com uma porção de fruta ou em saladas.

Via Revista Dieta Já! Ed. 266