Se você costuma curtir a folia regada a bebida alcoólica, está sujeita a encarar uma ressaca daquelas no dia seguinte. Para se preparar e evitar o mal-estar, consultamos o Pedro Assed, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, esclarece as principais dúvidas sobre a ressaca

Por Ana Paula Ferreira 

Fique de olho nos excessos ao consumir bebida alcoólica no Carnaval

Foto Shutterstock

Se você costuma curtir o Carnaval regado a bebida alcoólica, está sujeita a encarar uma ressaca daquelas no dia seguinte. Mas temos uma ótima notícia para você! Pesquisadores da Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CISRO), da Austrália, descobriram em um estudo que pessoas que consumiram 220 ml de suco de pêra asiática antes de beber álcool tiveram menos sintomas de ressaca no dia seguinte. 

A aparente “cura” para esse mal estar está nas enzimas da pêra, que aceleram o metabolismo do álcool e previnem sua absorção. O suco também contém efeitos anti-inflamatórios que ajudam a diminuir a dor de cabeça, além de antioxidantes e toneladas de vitaminas. 

Mas enquanto a cura oficial para esse incômodo não chega, consultamos Pedro Assed, mestre em endocrinologia e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, para esclarecer as principais dúvidas sobre a ressaca. Confira e beba com moderação, hein?

1. O que é ressaca?

É uma reação do organismo à espoliação de vitaminas e minerais e à desidratação causada geralmente por uso abusivo de bebida alcoólica.

2. Quais são os efeitos mais comuns no organismo?

Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, sonolência, indisposição, tonteira ou sensação de cabeça oca, boca seca, náuseas, vômitos, e diarreia.

3. O que pode fazer para sobreviver à ressaca?

“O segredo para se evitar a ressaca é moderar na bebida alcoólica, evitar misturar drinks e bebidas destiladas, se hidratar bem durante os festejos e se alimentar antes de ingerir bebida alcoólica”, aconselha Assed.

4. O que se pode comer e beber no dia seguinte para não ficar de mal estar?

Consumir bastante líquido, como sucos, e isotônicos, água de coco, e água. Além disso, é importante evitar frituras e alimentos gordurosos – prefira carnes magras, legumes frescos crus ou cozidos e alimentos integrais. “Um dos problemas do álcool é a hipoglicemia, por isso carboidratos e doces também podem ajudar. Ao contrário do que muitos pensam, o consumo de comida gordurosa pode piorar os efeitos da ressaca, por isso evite: leite de vaca, carnes vermelhas e frituras”, indica o profissional.

5. Quais remédios são indica?

Se você se hidratar bem e mesmo assim tiver dor de cabeça ou náuseas, é indicado que procure um médico para receber prescrição de um analgésico ou um remédio para náuseas e vômitos. “Os medicamentos que são vendidos para curar ressaca normalmente contém ginseng ou algum revigorante, guaraná ou cafeína, além de dipirona ou paracetamol e um anti-emético (para enjôo) em sua composição”, explica.

6. O café realmente ajuda a deixar mais sóbrio?

Sim. “A cafeína ajuda a melhorar a prostração e a indisposição da ressaca, mas deve ser usada com moderação. Uma xícara de café e uma aspirina podem tronar menos dolorosa a manhã pós-bebedeira.”