Além de serem ótimas para quem faz dieta, já que possuem poucas calorias, as hortaliças são cheias de vitaminas e sais minerais. Confira 8 delas para você adicionar ao cardápio

Por Rita Santander | Foto Shutterstock | Adaptação Ana Paula Ferreira



Com boas doses de vitaminas e sais minerais, algumas hortaliças podem ser consumidas em sucos, saladas ou cozidas. Confira as dicas da nutricionista Camila Laranja (SP) e saiba como usar cada uma delas:

Rúcula: tem boas doses de ferro, cálcio e magnésio, além de glicosinolatos, como a couve. Por esse motivo, usá-la crua em sucos ou saladas preserva a enzima que ativa compostos bioativos específicos. Temperar a verdura com limão ou usá-lo em um suco batido é uma maneira de deixá-la mais saborosa.

Almeirão: é benéfico para o funcionamento intestinal e tem papel fundamental na saúde óssea. Garante uma boa dose de vitamina A ao organismo, essencial para a saúde da pele. Pode ser consumido cozido, refogado com cebola e alho e cru em saladas.

Agrião: rico em vitamina C, cálcio e magnésio, também é da família das brássicas (que inclui a rúcula e a couve). Use cru em saladas ou sucos. Ajuda na digestão por meio da produção de enzimas que atuam neste processo, além de contribuir com a saúde óssea.

Couve: rica em compostos bioativos, aumenta a produção de enzimas que ajudam na eliminação de toxinas. Para aproveitar esses benefícios, a couve deve ser consumida crua. O suco das folhas com uma fruta, como maçã ou abacaxi, é uma boa opção.

Espinafre: devido à sua composição que inclui magnésio, cálcio e vitamina K, é benéfico para os ossos. Como é rico em magnésio, também ajuda a controlar a pressão arterial. Para aproveitar os seus benefícios, cozinhe no vapor. Refogar com alho e cebola também é uma boa opção.

Taioba: é considerada uma planta alimentícia não convencional (PANC) por não ser muito conhecida em todo Brasil. É muito nutritiva e contém cálcio, magnésio, ferro e vitamina C. Deve ser ingerida cozida ou refogada.

Mostarda: por ter uma boa quantidade de fibras, é ótima para o funcionamento intestinal e para a saúde do trato digestivo.  Consuma refogada, sem cozinhar demais para não desperdiçar suas propriedades.

Escarola: tem um efeito prebiótico que estimula a produção de bactérias benéficas da flora intestinal, o que faz o intestino trabalhar melhor. Refogue com alho, cebola e tomate picado para acompanhamentos ou recheios.

 

Via Revista Dieta Já! Ed. 268