Além dos segredos de beleza da musa Fernanda Motta, a CORPO deste mês traz tudo para você manter as curvas e fugir do estresse neste fim de ano. Vem ver!

Texto Giuliana Cury

Fernanda Motta é capa da Corpo a Corpo de dezembro

Fernanda Motta é a musa da Corpo a Corpo de dezembro

Um ano para comemorar

Dezembro é o mês oficial de usar o horário do almoço para fazer celebrações zás-trás com amigos que a gente não costuma ver tão constantemente. Outro dia, durante um desses momentos, o papo foi basicamente sobre o alívio por 2015 estar acabando e as perspectivas que a gente tinha para 2016: “Ah, ano que vem vai ser bem melhor, tem que ser!” era quase como um mantra na mesa, de tanto que foi repetido.

Enquanto eu dirigia de volta para a redação, entre um semáforo e outro, comecei a pensar na conversa. Nossa retrospectiva durou o mesmo tempo que levamos para responder ao garçom, em uníssono: “Não, obrigada!”, quando ele nos ofereceu o couvert. Duas palavras, e nem uma vírgula a mais, foi o que 2015 inteirinho recebeu da gente: “Foi osso!”. No restante do almoço, quem mereceu todas as nossas atenções foi o novo ano.

Fiquei com isso martelando na minha cabeça. Não era possível que este ano tinha sido só dureza! Puxei pela memória e, em poucos minutos, vieram várias lembranças boas. Muito boas. Deliciosas. Algumas, incríveis – como estar aqui na CORPO. Assim que estacionei o carro, mandei um whatsapp para esse nosso grupo de amigas e pedi para cada uma escrever duas boas lembranças deste ano. Em poucos minutos, meu celular começou a piscar mais do que luzinha da árvore de Natal! Duas lembranças não deram nem para o cheiro. Cada uma foi mandando várias mensagens sobre os ótimos momentos vividos em 2015. Resultado: marcamos um segundo almoço para reviver as lembranças.

É engraçado como a gente tem a tendência de deixar o passado para trás sem pensar duas vezes e perder horas, dias, semanas... programando o futuro, né? Não que seja ruim. Precisamos, sim, planejar. Mas isso não significa ignorar tudo o que vivemos até aqui. Aliás, olhar para trás ajuda muito na hora de fazer melhores escolhas para o futuro. Sem falar que é uma delícia lembrar situações especiais, olhar fotos de viagens, reler recadinhos...

Neste mês, queria convidar você a fazer o mesmo exercício que fiz com as minhas amigas. Não se deixe contaminar por esse pessimismo e desânimo que ronda nosso país e liste alguns momentos especiais que você teve neste ano. Se ele envolver outras pessoas – e certamente envolverá –, encaminhe essa mensagem para elas. Você vai ver que tem muito mais motivos para celebrar 2015 do que imagina! Feliz Natal, um 2015 cheio de boas recordações e que venha 2016!

Bj grande,

Giuliana Cury – diretora de redação

giuliana.cury@escala.com.br

Instagram: @giucury