Neste mês, a camaleoa Sophia Abrahão conta como se jogar na carreira de cantora mudou sua vida, seu caso de amor com a corrida e muito mais. Saiba o que mais a CORPO de fevereiro reserva para você!

Texto Giuliana Cury

Sophia Abrahão é a capa da revista Corpo a Corpo de fevereiro

Sophia Abrahão é a capa da Corpo a Corpo de fevereiro

Foto: Daniel Aratangy

Pessoas fazem a diferença

Você pode frequentar a melhor academia do mundo, usar as roupas de ginástica mais tecnológicas do universo, ter o personal trainer mais hypado do momento, mas se sua energia não bater com a dele ou se você não tiver afinidade com as pessoas no local, o treino não vai para a frente.

Você pode ir aos restaurantes mais badalados da sua cidade, pedir os pratos mais deliciosos e as bebidas mais caras. Mas se não tiver pessoas queridas e interessantes para rechear o momento com conversas divertidas, o sabor final não será o mesmo.

Você pode ter o melhor emprego do mundo. Um cargo legal, um salário bem bom. Mas se as pessoas com quem tem que lidar diariamente não são agradáveis, o trabalho vira um peso, perde a graça – e você, o brilho nos olhos.

É engraçado isso. Por mais que a gente insista em colocar a responsabilidade pela nossa felicidade em coisas (dinheiro, carro, casa, cargo, status...), no final das contas, o que faz mesmo a mágica acontecer ao nosso redor são as pessoas. É a energia, a índole, o humor, a vibe delas em harmonia com a sua. Um exemplo disso é o resultado da capa desta edição. A gente poderia ter a atriz mais linda da temporada, o fotógrafo mais bombado, o stylist mais procurado, o hairstylist mais desejado, o editor de texto mais premiado... Mas se algum deles (ou vários) não estivesse na mesma sintonia do grupo, se não tivesse a mesma vontade, o mesmo sangue nos olhos, aquele prazer por realizar o que faz, o resultado não seria tão bom.

É por isso que me preocupo tanto na hora de montar a equipe da capa. E a desta foi particularmente especial. Estavam ali, trabalhando lado a lado, pessoas que conheço bem. Que sei que amam o que fazem. Que se divertem enquanto resolvem os perrengues que aparecem. Que vibram com cada resultado. E, para melhorar ainda mais, as duas pessoas que eu ainda não conhecia se encaixaram tão bem no clima que pareciam fazer parte do grupo há séculos. Sophia Abrahão e Sérgio Malheiros, duas criaturas incríveis que formam um casal lindo! Espero que você aproveite e curta muito cada página desta edição. Ela foi feita por um grupo de pessoas que adora fazer isso!

Bj

Giuliana Cury – diretora de redação

giuliana.cury@escala.com.br

Instagram: @giucury