Para “mergulhar” de vez na natação, é preciso muita afinidade com a água! Saiba mais sobre a modalidade e seus pontos positivos e negativos

Texto Ana Paula De Araujo | Edição Karine César | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



É preciso muita afinidade com a água para apostar na natação. “O primeiro passo para quem nunca nadou é aprender a se comportar dentro da piscina. Se preferir, o professor pode entrar junto para auxiliar a aluna”, explica Fabiano Borsato, educador físico e diretor técnico da academia R. White, de São Paulo (SP). 

Caso tenha alergia ao cloro, procure academias ou escolas de natação que utilizem ozônio no tratamento da água. O ideal é praticar a atividade três vezes por semana. O investimento inicial é relativamente baixo: maiô, touca e óculos. Contudo, a roupa de banho deve ser específica para a prática esportiva. “As peças para nado possuem forro reforçado, projetado para aguentar a corrosão causada pelo cloro. Lave-as no chuveiro, com água morna, para aumentar a durabilidade”, aconselha Fabiano Borsato.

Ponto positivo → Nadar é excelente para quem tem problemas respiratórios e nas articulações, já que melhora a capacidade pulmonar e é uma atividade de baixo impacto.

Ponto negativo → Mesmo nadando em água aquecida, cair na piscina nos dias frios pode ser bem desagradável.

Quer saber mais sobre modalidades de treino? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!