Pesquisa feita na Escócia indicou que pedalar diariamente está relacionado a um risco menor de desenvolver câncer, doenças do coração e de ter morte prematura. Saiba mais!

Por Ana Paula Ferreira | Foto Shutterstock

segundo o estudo, pedalar se mostrou ainda melhor do

que a caminhada / Foto Shutterstock

Você é uma daquelas pessoas que costumam tirar a bicicleta de casa só aos fins de semana? Então, aqui vai um ótimo motivo para você passear com sua magrela todos os dias: um estudo realizado na Universidade de Glasgow, na Escócia, afirma que pedalar diariamente está relacionado a um risco menor de desenvolver câncer e doenças do coração e de morte prematura.

Publicada na revista científica British Medical Journal, a pesquisa avaliou 264.337 pessoas durante cinco anos. Os estudiosos associaram os casos de tumores, problemas cardiovasculares e mortes no período à maneira como os participantes se locomoviam diariamente para o trabalho.

Os resultados apontaram que, em comparação com pessoas sedentárias, quem tem o hábito de andar de bike todos os dias apresenta predisposição 45% menor de ter tumores, risco 46% mais baixo de apresentar complicações cardiovasculares e redução de 41% na probabilidade de morrer precocemente.

Ainda segundo o estudo, pedalar se mostrou ainda melhor do que a caminhada. Pessoas que vão a pé para o trabalho demonstraram estar 27% menos propensas a detectar algum problema cardiovascular e 36% menos inclinadas a falecer por uma doença no coração. Mortes por câncer ou outras causas não foram menos expressivas no grupo. Os autores explicam as diferenças entre pedalar e caminhar pela distância percorrida e pela intensidade, quase sempre mais longa e intensa entre aqueles que optam pela bicicleta.