Exagerar na prática de exercícios pode comprometer a sua saúde física e mental. Fique esperta!

Por Fernanda Cury

descubra-se-você-está-exagerando-no-treino

O equilíbrio e o bom-senso são imprescindíveis para que você tenha corpo e mente saudáveis
Foto: Danilo Borges 

Seja para emagrecer, esculpir os músculos, conquistar curvas perfeitas ou alcançar um condicionamento físico fantástico, muitas mulheres têm passado dos limites durante o treinamento. Elas malham mais do que o organismo suporta, passam horas e horas suando na academia e continuam treinando mesmo quando sofrem com dores e lesões. Infelizmente, essas malhadoras compulsivas acreditam que vale tudo na luta por um corpo nota 10! Mas esse é um terrível engano.

O exagero com os treinos, bem como a preocupação excessiva com a forma física, podem trazer prejuízos à saúde e até mesmo se tornar um vício. “A pessoa é considerada viciada quando a obsessão pelos treinos interfere em outras atividades, como a carreira e a convivência com os amigos e os familiares”, explica Vladimir Modolo, professor de educação física e pesquisador do Centro de Estudo em Psicobiologia de Exercícios Físicos (Cepe), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

E acredite: tornar-se uma maníaca por malhação traz sérias consequências para o organismo. Os danos vão desde lesões até alterações hormonais. “O abuso na prática de exercícios, também conhecido como overtraining, provoca um estresse grave em todo o organismo e desequilibra o funcionamento do hipotálamo, região do cérebro que regula as atividades metabólicas e a produção de diversos hormônios”, alerta Turíbio Leite de Barros Neto, fisiologista do São Paulo Futebol Clube e coordenador do Centro de Medicina Esportiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Para não cair nessa cilada e detonar a sua saúde, a palavra da vez é equilíbrio. Com bom-senso, você pode continuar malhando firme e forte, sem prejudicar a sua saúde.