Esportista desde criancinha, Sabrina Sato conta para a CORPO como os bons hábitos da infância refletem em suas curvas até hoje. Confira!

Texto Helô Oliveira | Styling Yan Acioli | Cabelo e make Lavoisier (Capa MGT)

Sabrina Sato mostra como o esporte moldou suas curvas

Nada de sofá: Sabrina Sato já praticou balé, karatê, vôlei e até ginástica olímpica

Foto: Rodrigo Marques

A relação de Sabrina Sato com os esportes é de longa data – e bota longa nisso! Aos 4 anos, já praticava natação e, aos 6, descobriu a paixão pela ginástica olímpica. “Assisti a um filme sobre a Nadia Comăneci (primeira ginasta a conquistar nota 10 em um evento olímpico) e fiquei totalmente encantada. Encasquetei que queria ser igual a ela”, lembra. Com medo de ouvir uma resposta negativa da mãe, saiu de casa de mansinho, pegou a bicicleta, pediu para os filhos de um amigo de seu pai a acompanharem e se matriculou em uma aula. “Levei a maior bronca, mas valeu a pena”, lembra. O que era pra ser apenas um passatempo, virou coisa séria. Em pouco mais de um mês, conquistou sua primeira medalha e passou a disputar campeonatos. “Quando a ginástica deixou de ser diversão e começou a se tornar algo profissional e sério, decidi sair. Mas amo demais e tenho um carinho enorme por meu professor até hoje”, afirma.

Aos 7, entrou no balé, modalidade que a acompanhou por 20 anos (com um breve intervalo dos 10 aos 13 anos). “Todo dia, chamava as amigas e inventava uma coreografia para apresentarmos. Elas morriam de preguiça, mas eu obrigava, não tinha como fugir de mim (risos)!” E não era só isso, não – ela ainda arranjava tempo para fazer karatê e vôlei! “Gente, olha só, não era tão difícil: de terça e quinta, vôlei. De segunda, quarta e sexta, karatê e, todo dia, balé. O problema é que eu era – quer dizer, sou – tão desmiolada que confundia os dias das aulas. Pegava a bicicleta, me arrastava até o outro lado da cidade e dava de cara com a porta fechada. Tem que ser muito tapada mesmo”, conta, às gargalhadas.

Ficar em casa à toa, em frente à TV? Nem pensar! “Minha vida acontecia na rua. Não era dessas de ficar no sofá com o namoradinho, não. Via minha irmã deitada o dia inteiro e pensava: ‘Como é que pode?’. Não aguentava! Nunca vi um filme da ‘Sessão da Tarde’, acredita?”, diz Sabrina Sato.

Aos 15, começou a dar aulas de balé, aos 16, ganhou bolsa para dançar em uma escola, e, aos 17, entrou na faculdade de dança. Um ano depois, aposentou a sapatilha e decidiu fazer Jornalismo. “Senti que precisava seguir outro caminho. Comecei a estudar para ser jornalista e, no quarto semestre, entrei no Big Brother. Foi tudo muito rápido”, recorda. Durante a estadia na casa mais vigiada do Brasil, Sabrina passou pelo período mais sedentário de sua vida. Resultado: seis quilos a mais na balança. “Quando saí, me matriculei na academia, emagreci o que precisava e não parei mais.”

Quer saber mais sobre a rotina de treinos, dieta e os segredos de beleza da Sabrina Sato? Clique aqui e compre sua CORPO A CORPO especial de aniversário!